VW.ID3 - o novo Golf?

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
A VW tem vindo a fazer uma forte campanha para o lançamento do ID3, seguindo algumas táticas da Tesla. Um delas foi a abertura de reservas antes ainda de conhecida a viatura na sua configuração final, estando apenas disponíveis algumas especificações técnicas. Embora a ordem de grandeza não tenha nada a ver com o que aconteceu com o Model 3, não deixa de ser um sucesso relativo estarem já asseguradas 27.000 reservas pagas da versão first edition. Ou seja, estão quase esgotadas as 30.000 unidades previstas. Em Portugal as reservas esgotaram em escassos dias...

Recordo que o ID3 é anunciado pela VW como tendo o tamanho exterior de um Golf e o interior de um Passat, com 5 lugares e uma mala ligeiramente superior à do Golf. Existirá com 3 capacidades de baterias, 45 kWh, 58 kWh e 77 kWh, se bem que esta última deverá vir associada a tração total e alguma desportividade. Tudo indica que a marca assegurou um ritmo de produção anual muito elevado com a transformação de uma fábrica, pelo que a procura deverá ser satisfeita sem os problemas que têm afetado outras marcas como a Hyndai e Kia.

Será o primeiro modelo de uma vasta gama de EV a lançar em 2 a 3 anos.

O aspeto do ID.3 deverá ser próximo deste render:

vw_id3_frontquarter.jpg
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Salão de Frankfurt, já a partir de 12 de setembro.

Do que se vai conhecendo, o interior terá influências Tesla com um grande tablet central, mas sem precindir de intrumentação para o condutor e alguns botões. Está prevista tecnologia de realidade aumentada para a navegação.

Onde a VW dificilmente vai conseguir cumprir é no preço, diziam equivalente a um diesel....huummm....
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Li algures que a fábrica alemã transformada não faz baterias, Luís.
Esse fornecimento é de fora, acho.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Li algures que a fábrica alemã transformada não faz baterias, Luís.
Esse fornecimento é de fora, acho.
Sim, Telmo. A VW optou por não fabricar as suas próprias baterias e depende de fornecedores externos. Se não tiver acordos seguros será uma grande barraca, ter uma fábrica (Zwickau) a debitar carros aos milhares e depois não ter baterias para eles. Vamos ver.

Neste aspeto a Tesla não apenas foi inovadora como acertou em tudo o que fez (produção de baterias, rede própria de carregamento, etc.). Os outros, aos poucos, vão imitando...
 
Última edição:

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
A propósito de Zwickau, remodelada para ficar com capaciodade de produzir 330.000 automóveis elétricos por ano, um artigo com mais detalhes.

A VW a conseguir neste caso fazer a transição sem dar origem a despedimentos, o que é de assinalar.
 
É impressão minha ou, do ponto de vista estético, a montanha pariu um ratinho?
Cadê o volante que se inseria no tabliet, por exemplo?
Se calhar assustaram-se com tanta inovação.

Crisóstomo
 

João Prates

Moderator
Staff
Este tipo é esquisito como o raio a fazer reviews, é detestável para mim, não consigo ver até ao fim.
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
O video era mais no sentido de ver o carro, principalmente o interior (acho que é novidade), de review pouco vale até porque não conduziu o carro. Gostei do promenor de os instrumentos se moverem juntamente com o volante, é daquelas coisas que depois de vermos nos ficamos a perguntar como não se tinham lembrado disto antes...
Gostei do painel, vem um pouco na linha do i3.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Estou curioso de ver ao vivo. Em filme tem um ar estranho, ainda de protótipo, parece um carrinho de plástico apenas para mostrar na TV... :)

Falta termos os preços das várias versões e também indicadores de eficiência para aferir a mais valia do carro, sendo que já ninguém lhe tira a palma de ser o primeiro carro elétrico que visa uma produção em massa.
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Essa palma é bizarra de aplicar quando ainda não saiu sequer.
A produção em massa já ocorreu com o Leaf (400 mil unidades), que leva quase 10 anos de produção e está na segunda geração.
O tempo o dirá, e a história está nas mãos da vw para escrever, mas à cadência prevista só igualará o Leaf no 3º ano, i.e. 2023.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
O target é 300.000 por ano...é a isso que me refiro e não ao acumulado. Se bem que a Tesla poderá fazer o mesmo ainda antes, se a fábrica na China do m3 conseguir ritmo de produção análogo ao EUA. E tem mais mérito produzir o mesmo número de um carro mais caro...
 
Top Inferior