Vendas de BEV na Europa em força apesar da pandemia

João Prates

Archie Bunker
Mensagem bastante interessante de um responsável Renault:


Não me surpreende ver a Renault no topo, o sucesso do ZOE é conhecido, mas o que me surpreende sobremaneira é ver a VW em terceiro lugar.

Igualmente surpreendente é verificar o quão em baixo estão as vendas da Nissan, com a recém chegada Peugeot já a "morder-lhe os calcanhares".

0


O que acham?
 
nao esquecer que o Zoe fica quase gratis em alguns paises graças aos apoios estatais.

Na Alemanha, há um carro elétrico que é praticamente grátis

interessante a posição da VW quando a oferta ainda nao está consolidada. A nissan começa a mostrar o cansaço da idade do LEAF e as desvantagens associadas ao sistema da marca que teima em não refrigerar o pack do leaf.
 

Luis Neves

Moderator
Alguns dados bem interessantes sobre as vendas de elétricos e plug-in na europa, nos primeiros 9 meses do ano. Face ao ano de 2019, a % de vendas passou de 2,6% para 8,1% (que se decompõe em 4,9% de BEV e 4,1% de PHVs). Foram 760.000 unidades, é uma fatia de mercado que é cada vez mais difícil desprezar.

Na relação por país Portugal sai bem na fotografia, em especial se compararmos com os vizinhos Ibéricos.


passenger-plug-in-electric-car-registrations-in-europe-q1-q3-2020.png
 

Bruno R. Almeida

Wellness Coach
E se tivermos em conta que a larga franja de vendas são usados, ainda poderíamos ficar melhor na fotografia!
 

Telmo Salgado

Moderator
Vamos ao balanço do ano de 2020, com muitas informações interessantes:


O mercado maior é atualmente o alemão, seguido do francês e do britânico.
Noruega em quarto e de perto seguida pela Holanda.

Estes cinco mercado representam no seu conjunto mais de 2/3 das vendas de BEV em solo europeu.
 
Última edição:

Luis Neves

Moderator
Parece-me que em breve iremos bater com a cabeça na infraestrutura de carregamento rápido, demasiado débil para que se possa imaginar a venda massiva de EV´s capazes de viajarem a distâncias longas.

Aquilo que se vê é os fabricantes europeus, coitados, a reclamarem que sejam os estados ou a UE a fazerem os investimentos.

Entretanto, a Tesla nestas primeiras 6 semanas de 2021 já inciou construção ou licenciou na Europa 31 novos SUC, com um total de 272 novos postos de carga. Do lado da Ionity, temos 5 novas estações e nenhuma informação sobre o número de postos, mas dificilmente serão mais do que 20 ou 25.

Isto faz lembrar a história do David e do Golias. A vontade faz milagres....
 
Última edição:

William Esteves

Not Shakespeare
Não podemos pedir que todas as marcas tenham a sua rede própria, vai contra o conceito de sustentabilidade e partilha.

Dito isto, é inegavel que a Tesla por si demonstra como a rede deve ser... Tanto em quantidade, como qualidade, como uptime, como custo, como facilidade de utilização...
 
Top Inferior