Test-drive ao model S

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Bom, há dias de sonho...depois de bastante tempo a olhar de esguelha para o model S, recentemente tive oportunidade de testar um, cortesia do Manuel Jasmim. Foi um dia bem passado que deu para desenferrujar muita conversa sobre EVs, com início em Santa Maria da Feira. Objetivo: avaliar o Tesla S em autoestrada, a nível de conforto e consumos, e depois em cidade, passando pelos meus circuitos habituais. É de notar que o Tesla S tem quase 5 metros de comprido e 2m de largura, pelo que não é propriamente um citadino. Sempre o deixei fora da equação por isso, mas o bichinho roía...

Demos entrada na autoestrada após uma dúzia de km, e lá fomos direitos a Fátima, tendo saído com 68% de SOC. Em causa um exemplar de dezembro de 2015, com pouco mais de 30 mil km, versão S85D, de cor preta com interiores bejes.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
É de notar que o Manuel instalou um sistema de monitorização que com software específico dá muita informação sobre a bateria. Aqui a reter o facto de apontar para 74,8 kWh úteis, o que é muito bom, tendo em conta que a estimativa de capacidade útil deste modelo à saída da fábrica é de 77 kWh. Uma perda de apenas 2,2 kWh.

À saída programou-se o SUC de Fátima como destino e lá vamos nós, com previsão de chegada com 8% de SOC. O Manuel avisou logo que a previsão é muito pessimista e assim foi. O que dizer da condução em autoestrada? Excelente. Bem insonorizado, bancos confortáveis, um verdadeiro estradista. Fui sempre em condução manual mantendo um ritmo médio na casa dos 120 km/h, sendo que o consumo estabilizou e manteve-se nos 21 kWh/100 km. Muito bom para uma bisarma desta dimensão e peso.

Chegámos com 18% de SOC após um total de 174 km percorridos:



Isto significa que partindo a 100% o carro é capaz de fazer cerca de 350 km nestas condições. Excelente.

O consumo médio subiu nos km finais para a casa dos 22,5 kWh/100 km devido às subidas da Serra de Aire, mas naturalmente no regresso iria ocorrer o benefício de ter vários km a descer.

 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
O SUC tinha algum movimento, mas com vários lugares livres. Foi só procurar e ligar. Desde a minha última vista de há vários meses atrás, verifica-se que aumentou o número de postos para 14 e que todos eles têm dupla tomada (Tesla/CCS).

É um prazer ter uma vista destas.




E lá fomos todos almoçar. Um horita bem passada que deixou o carro quase totalmente carregado. Não fiz registo do carregamento pois o Manuel já o tinha feito anteriormente. Os dados que me facultou batem certo com o que se indica neste link.

O Manuel confirma que notou uma quebra na velocidade de carregamento apos os updates de verão. O S85 está de facto agora a carregar mais devagar que qualquer outro modelo (S75, S90, S100) e até um pouco mais lento que o model 3 SR+. Ainda assim, bem mais rápido que um vulgar PCR de 50 kW.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Seguiu-se parte do trajeto de regresso até Coimbra. Como esperado, beneficiando da descida da Serra, este stint ficou com um consumo muito modesto apesar de a velicidade ter sido a mesma (120). Apenas 17,2 kWh/100 km!

 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Foi então tempo de dar umas voltas pelos circutos do dia a dia, garagem incluída. Sempre achei que não cabia...e não é que coube?

E nem ficou excessivamente apertado!

 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Fiquei aqui a saber que este exemplar tinha suspensão pneumática, tendo o Manuel feito uma demonstração. Subiu uns bons 5 ou 6 cm, excelente para locais com desníveis fortes. E a pérola da questão: não é que o carro memoriza os locais onde é conveniente elevar a suspensão e quando se lá passa de novo faz isso automaticamente? :love:

Achei em geral a manobrabilidade do carro muito boa, conduz-se em cidade sem se ter noção do tamanho, e mesmo em estacionamento graças às ajudas que dá ao condutor não pareceu nada difícil (em tempo real, para além da imagem da câmara de recuo, apresenta a distância ao obstáculo mais próximo a toda a volta do carro).
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
O stint ate Coimbra e o seguinte de regresso a Santa Maria da Feira foram feitos com o autopilot ligado, e não notei grande diferença nos consumos a 120. Acabámos o dia com média de 21 kWh aos 100 na autoestrada a 120, exatamente o valor que o Manuel me tinha referido, após registar 19,8 kWh no último trajeto. A temperatura exterior andou pelos 27-28ºC e em parte da viagem o a/c esteve ligado.

 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
O autopilot, para além de funcionar lindamente em AE (exigindo contudo manter a mão a apoiar o volante para não se desligar), faz de cruise control adaptativo, e, quando o condutor aciona o pisca, muda de faixa. Numa ocasião foi possível verificar que vindo carros a aproximar-se, ele deixa-os passar primeiro e só muda de faixa depois. Fixe.

Conclusão geral: carro muito confortável, ideal para viajar (some-se o inacreditável volume das duas bagageiras e porão). O autopilot é um bom complemento em autoestrada e, no geral, o carro é bastante mais manejável do que eu pensava tendo em conta o tamanho. Gostei muito!

Tem alguns defeitos que custam a perceber, pois o espaço está lá: falta um compartimento no apoio de braços, bolsas nas portas e os simples apoios para pendurar casacos! Pois, não se pode ser perfeito. O preço também não ajuda, senão vinha já um S100!

Grato ao Manuel por esta fantástica experiência. :)
 
Top Inferior