Stayaway COVID - uma app, um dever cívico - como funciona

Depois de ter sido hoje referido nas notícias a intenção (vamos a ver se é possível implementar) de tornar obrigatório o uso da app oficial Stayaway COVID em determinados ambientes, não faltam artigos e comentários por essa internet fora a dizer autênticas barbaridades sobre a app e a forma como funciona.

Decidi então tentar esclarecer da forma o mais simples possível o funcionamento da app, e deixo a constitucionalidade e demais considerações políticas para outros, que de político tenho muito pouco.

Vamos "descascar" algumas das alegações mais comuns:

1. "É uma violação de privacidade"
Antes de mais, repetir o que já tem sido dito inúmeras vezes, mas pelos vistos sem grande sucesso: A app é totalmente anónima e não guarda dados pessoais alguns, zero, nicles, nada gente, nada!​
A app gera um código que nada tem a ver convosco, é um código do vosso telemóvel, apenas e só para se identificar. É uma espécie de "nome falso" que o telemóvel vai usar para se identificar perante outros telemóveis com a app instalada, que por sua vez também vão ter os seus códigos de identificação de aparelho tal como o vosso.​
Não é guardado o vosso número de telefone, nem o nome, nem rigorosamente nada que vos diga respeito, a app gera um código aleatório seja quem for que ande com o telemóvel, e usa-o para se identificar perante outros telemóveis, nada mais que isso.
Não há qualquer violação de privacidade!​
2 . "Qual o interesse de uma aplicação que lança um alerta para outros telemóveis vizinhos, "atenção que tenho o covid"?"
Nenhum, e a menos que esteja infectado, tenha registado esse facto na app (o que DEVE fazer SEMPRE!), e ande na rua (o que não DEVE fazer NUNCA), esta situação nunca ocorre.​
A app não serve para avisar os outros em seu redor que está infectado, isso seria de muito pouco interesse, porque não é suposto andar na rua infectado, não precisávamos de uma app para isso.​
A app não serve para o avisar que tem uma pessoa infectada perto de si, nem avisar os outros em seu redor quando está infectado!
3 . "Era o que faltava, ter o governo a vigiar cada passo que eu dou, por onde ando, onde fica a minha privacidade? Era o que faltava!"
Ainda hoje de manhã ouvia numa rádio respeitada (TSF) noticiarem a App como sendo uma app de controlo das pessoas por geo-referenciação, fiquei incrédulo.​
No mesmo programa a CNPD dizia que se opunha à App porque violava a privacidade das pessoas, só não dizia no quê, só não dizia como.​
É impressionante e lastimável que a CNPD não conheça, nem aparentemente faça um esforço para perceber, como funciona a App.​
Vamos lá a ver de uma vez por todas: A App não faz a mínima ideia de onde está o utilizador, pode estar no pólo norte, no polo sul, ou no polilon, que a App não tem forma de saber!​
Não há rigorosamente NADA na app que determine a sua posição física, o local onde se encontra, a app não tem permissão para ver a localização do GPS do telemóvel!
Aliás, em qualquer sistema operativo de telemóveis, uma coisa dessas obriga (o próprio telemóvel obriga) a perguntar durante a instalação se aceita dar acesso ao GPS.​
A App não despoleta esse pedido por parte do telemóvel porque não usa o GPS para nada, funciona só por bluetooth, nada nem ninguém está a registar a sua localização!​
Como funciona afinal a app, afinal?
Quais as vantagens da sua utilização, e porque é tão importante toda a gente com smartphone cívicamente utilizar a app para bem comum?

O maior problema da pandemia consiste em identificar as cadeias de contágio. É de extrema importância avisar todas as pessoas com quem um indivídio infectado passou tempo, porque existe uma forte probabilidade de também estarem infectadas, e transmitir elas mesmas o vírus a terceiros, e assim por diante.

Só parando/interrompendo as cadeias de contágio antes dos indivíduos contagiados se tornarem eles mesmos transmissores conseguimos travar a pandemia.

E é aqui que entra a aplicação Stayaway COVID:

Um telemóvel com a app instalada está constantemente a procurar telemóveis que permanecem em seu redor a curta distância (perigo de contágio por proximidade) por mais de 15 minutos (tempo suficiente estatisticamente para haver elevado risco de contágio) e que também tenham a app Stayaway COVID instalada.​
Para cada "encontro" verificado ambos os telemóveis guardam os códigos de identificação um do outro. Não sabem a quem pertencem, não sabem nada sobre a pessoa que detém o telemóvel, mas sabem que estiveram os 2 juntos, e guardam essa informação em memória.​
Este processo é repetido sem fim, todos os dias, a toda a hora, em cada momento, de cada vez que dois smarphones com a app Stayway COVID se encontram, eles trocam info dos códigos de cada um em memória. Potencialmente podemos ter na memória dos nossos telemóveis centenas ou milhares de códigos armazenados de todos os telemóveis (e não de toda a gente!) com quem nos cruzámos.​

Agora imaginemos que um dos utilizadores Stayaway COVID vê ser-lhe diagnosticado COVID-19.
A primeira pergunta que o médico vai fazer é:
"Com quem esteve nos últimos "x" dias? Faça uma lista porque têm de ser contactados para os avisar de possível contágio por si!".

E quem é que se vai lembrar de toda a gente com quem esteve? Ninguém!
A menos que esteja fechado em casa em isolamento, ninguém se vai lembrar de todos os espaços públicos, dos restaurantes, dos centros comerciais, dos hipermercados, etc. É impossível saber!

Era impossível saber.
Agora com a app Stayaway COVID é possível!

Ao introduzir no telemóvel um código de validação de contágio fornecido pelo seu médico, o telemóvel AUTOMÁTICAMENTE ENVIA NOTIFICAÇÃO A TODOS OS TELEMÓVEIS com quem esteve em contacto de risco, e assim AJUDA OS OUTROS, muitos deles com certeza nem os conhece, nem sabe quem são, a fazer testes e confirmar se também estão infectados ou não.​
E assim QUEBRAMOS A CADEIA DE CONTÁGIO!

Ou seja, o principal fito da app não é avisar quem está ao seu lado agora, é ajudar a avisar quem ESTEVE no passado recente junto a si que agora sabe estar infectado e precisa de os avisar.

E ironicamente o mais bonito deste mecanismo é que permite precisamente a NOTIFICAÇÃO ANÓNIMA, porque os outros telemóveis vão receber o aviso mas não sabem de quem partiu!


É fundamental que os indivíduos contaminados registem o facto na sua app, para poderem notificar anónimamente os demais, senão perde toda a eficácia o uso da app.

Por tudo isto, de forma clara e factual, instalar a app, andar com a app a funcionar (exige bluetooth ligado) é um dever cívico de cidadania responsável, e não um acto tirano ou de limitação de liberdades.

Sim, gasta mais bateria (pouco mais mas gasta), sim vão ter de carregar o telemóvel mais e por mais tempo... fossem todos os problemas esses!

Deixem-se de "politiquices", e protejam-se a si e aos outros.

App para android:


App para iOS:

 
Última edição:

Telmo Salgado

Moderator
Feito!
 

Rui Amaral

Active member
Ainda bem que ando sempre com um Nokia básico comigo. Então gastaram 400mil euros numa aplicação que só funciona se toda a gente tiver, mas onde impor que toda a gente use é ao mesmo tempo inconstitucional?
Não sabia que agora toda a gente é obrigada a ter smartphone com Net e Bluetooth sempre ligados.
 

Telmo Salgado

Moderator
Do que se lê...

Além disso, a aplicação StayAwayCovid será de uso obrigatório nalgumas circunstâncias (forças de segurança, forças armadas, escolas e em ambiente laboral).

Não parece que é imposição geral. Será levada à AR para depois ser discutida e aprovada.
De qualquer modo, o tipo de telemóveis aptos a receber esta aplicação parece-me bastante difundido pela população.
 

Pedro Tiago

Well-known member
Há uns tempos instalei, comecei a notar comportamentos estranhos no telemóvel, no dia seguinte o despertador não funcionou, desinstalei e tudo voltou ao normal. Não sei se já libertaram novas versões, mas não me apetecia acordar com meia hora de atraso outra vez...

E depois nos comentários da app lê.se coisas como estas, À lá tuga:

1602759480433.png
 
Última edição:

Rui Amaral

Active member
E uma app StayAway Novo Banco? Ou da TAP?
Esqueçam isso da aplicação, porque não vai servir para nada! Mesmo que todos os indivíduos infectados fossem obrigados a introduzir os códigos no telemóvel, depois ninguém os obriga a levar o telemóvel, andar com ele ligado ou com o bluetooth activado! Muita gente até tem mais que um telemóvel, depois mete o código num que raramente utiliza.
Eu não instalo. Venha a multa, que vou para o tribunal europeu.
 

Telmo Salgado

Moderator
Quando o interesse é da comunidade e pessoal, não vejo qualquer contra que me faça (ou a alguém) ignorar este pedido de instalação da App.
Vivemos numa sociedade de direitos, mas também numa sociedade de deveres. O Tribunal Europeu está para identificar atropelos a ambos. Como queiras.
A tua opinião enquadra-se nessa sociedade plural, não esperes é que ela faça por ti aquilo que cabe a cada um.
Já vamos sabendo que esta doença é mais agressiva e letal para a faixa etária mais elevada. Da mesma forma como quero que me respeitem, respeito esse mais velhos, que estão muito vulneráveis ao contágio cuja responsabilidade é individual.
 

Rui Amaral

Active member
Respeito a tua opiniao tal como agradeço que respeites a minha, alias nao esperava que fosses tomar "o outro lado" mas tu é que sabes.
Quando o serviço nacional de saúde inserir todos os códigos dos testes positivos efectuados fará todo o sentido, até lá uma aplicação sem qualquer fundamento, só insere o código quem quer .... TRETAS!
Há lorpas que aceitam os cookies do facebook e nem sequer leem o que lá está escrito, mas se for uma app imposta pelo governo num momento de crise, "blá blá blá os meus direitos".
A app devia ser obrigatória para os infetados desde o momento em está disponível para download. Por não ser obrigatória para os infetados é que temos uma app de caca em que apenas 116 dos registos são de pessoas infetadas, o que dá uma percentagem de 0.008% de pessoas infetadas e registadas nessa app.
Alem do mais a polícia tem mais que fazer para andar a ver os telemóveis de gente mimada e irresponsavel.
 

Telmo Salgado

Moderator
Não percebi, se a App está a ser mal utilizada (por alguém de deveria utilizar melhor) ou mal fiscalizada (por alguém que deveria fiscalizar melhor) é motivo para não instalar?

Quando os erros dos outros são utilizados para desculpar uma ação (ou omissão) nossa, é porque a autocrítica não existe.
Sobre este assunto não me vou alongar mais, já passo tempo que baste a responder a estados de negação, seja do Aquecimento Global, ou de Sustentabilidade, ou de Democracia ou Justiça.
 
Última edição:

João Prates

Moderator
@Rui Amaral lê por favor este tópico dedicado à app, e vê se percebes como funciona, porque claramente não sabes.

Há 2 tipos de pessoas neste mundo: as que olham para tudo à procura de defeitos para lhe apontar, e quem procura utilizar as ferramentas ao seu dispor para resolver problemas.

Comentários sobre a app no tópico indicado sff. Quando pudermos movemos as respostas já dadas para o local correto.

Feito.
 
Última edição:

Rui Amaral

Active member
Não mudo um milímetro do que escrevi. Alias ate reforço. Temos pena. O projecto vai ser terraplanado no Parlamento porque é assim que tem de ser. E se passar e for obrigado a instalar, desligo BT, GPS e a aplicação em segundo plano. Porque eu é que mando no meu tlmvl. OBRIGUEM os infectados a fazer registo obrigatório e depois falamos.Isto não é a Coreia do Norte ou uma república das bananas.

Ps: "aplicação apenas é compatível com versões Android igual ou superior à versão 6.0 (Marshmallow) e iOS igual ou superior à versão 13.5.
Ja me livrei,o meu velhinho S6 Edge plus ficou no 4.4. Move along.
 

Rui Amaral

Active member
Tendo em conta que não tive direito a ficar em casa em tele trabalho,cumpri sempre todos os dias na linha da frente e agora se vê a cagada em que estamos, passei de revolucionário a reacionário.
 

Telmo Salgado

Moderator
O teletrabalho é confortável? Para quem não tenha de enfrentar filas de trânsito, porque de resto, foi uma estafa e não desejo a ninguém, fora as discussões familiares que abundavam.
Mas as realidades pessoais mudam de casa para casa. O que não muda é a apetência para o vírus circular e não quero fazer parte desse circuito de contágio.
 

Bruno R. Almeida

Well-known member
preocupa-me o facto de existir critério de equipamento para a instalação no telemóvel.
no meu caso nem me aparece na Google paly
 

Rui Amaral

Active member
Nem no meu,é porque a minha versão Android é a 4.4 e só dá a partir da 6....
 

Joao Ferreira

Moderator
E se passar e for obrigado a instalar, desligo BT, GPS e a aplicação em segundo plano.
Rui hoje em dia o big brother está sempre on...

Ora vê este video sff e deixa-te de merdas!
 

Pedro Oliveira

Active member
O teletrabalho é confortável?
Eu não tive em Teletrabalho, e tb não quero, teria essa opção, mas esquivei-me sempre, vi os 3 meses em casa da minha mulher a dar aulas e prefiro não passar por aquilo que ela passou. Mas no meu caso tive a opção de escolher e tive a sorte do colega de trabalho com quem teria de conciliar, querer muito ir para casa.

Em relação á aplicação o meu pensamento é igual ao do @Telmo Salgado e do @João Prates, se existem ferramentas qual o motivo de não as usar-mos e criticar-mos tudo e todos pelas decisões tomadas.
 
Top Inferior