Prius 2G vs 3G

Boa tarde.
Como referi na minha apresentação, estou comprador de um prius, pois estou farto do diesel, hoje fui ver um de 2ª e um de 3ª geração.
O de 2ª que vi era este: Toyota Prius Hibrido - 07 7 800 € Cascais PRO 17 Ago, 10:52 17 Ago, 10:52 - Cascais
O de 3ª: Toyota Prius 1.8 Hybrid 136 cv PREMIUM PELE+GPS+SOLAR
O branco, já o tinha visto há 5 dias e hoje vi-o outra vez, o preto fui vê-lo pela primeira vez, fiquei um bocado desiludido com o de 2ª, talvez por ter visto o outro primeiro, achei o interior algo estranho, parece-me a minha carrinha L200 de 91, o de 3ª fiquei rendido. Tem tudo e mais umas botas incluindo o livro de revisões completo na marca, ao contrário do outro, para não falar da diferença de motor, que acho que seja algo a favor do de 3ª G.
Acho que vou fechar negócio com o branco!
Abraços
 
Como tive um de segunda geração que vendi para comprar um de terceira geração, o que posso dizer é que ambos se conduzem muito bem. Aliás, mais que conduzi-los são eles que nos conduzem.

Diferenças existem, inevitavelmente, mas não tantas (falo das minhas impressões que são subjectivas) quantas (na resposta do carro em estrada) seria de esperar.

Ainda assim, colocando o selector em PWR (no 3G) o carro ganha uma genica descomunal. No 2G não existe essa possibilidade.

Esta semana tive de deixar o Prius na oficina e a minha irmã emprestou-me o seu 2G. Nos minutos iniciais senti as diferenças. Depois, em estrada, diluiram-se. Quando lhe entreguei o carro já estava emparelhado.

Seria proveitoso leres as postagens do João Prates sobre o ensaio que fez ao 3G. Mas também o que escreveu sobre o 2G.

Abraço amigo
Crisóstomo
 
Como tive um de segunda geração que vendi para comprar um de terceira geração, o que posso dizer é que ambos se conduzem muito bem. Aliás, mais que conduzi-los são eles que nos conduzem.

Diferenças existem, inevitavelmente, mas não tantas (falo das minhas impressões que são subjectivas) quantas (na resposta do carro em estrada) seria de esperar.

Ainda assim, colocando o selector em PWR (no 3G) o carro ganha uma genica descomunal. No 2G não existe essa possibilidade.

Esta semana tive de deixar o Prius na oficina e a minha irmã emprestou-me o seu 2G. Nos minutos iniciais senti as diferenças. Depois, em estrada, diluiram-se. Quando lhe entreguei o carro já estava emparelhado.

Seria proveitoso leres as postagens do João Prates sobre o ensaio que fez ao 3G. Mas também o que escreveu sobre o 2G.

Abraço amigo
Crisóstomo
Acredito que tanto um como o outro se conduzam muito bem, suponho que haja poucas alterações estruturais de um para o outro, mas o da terceira geração deixou-me completamente rendido.
Vou ler as pastagens do sr. João Prates com afinco para perceber um pouco mais deste automóvel.
Abraço
 
Vou-me ausentar durante 20 dias por motivos de trabalho.
Quando tiver novidades coloco para estarem a par da minha decisão e estar aberto a sugestões e a críticas construtivas (ou não).
Abraços e muitos electrões
 

Tiago Gomes

Member
Viva, eu tenho um 2G e adoro o carro, até agora sem stress.
Na minha humilde opinião e pelos valores que são visíveis nas "propostas", honestamente acho o 2G caro.
Boa compra. :)
 

Rui Amaral

Active member
Tenho um 2G e tirando uma "sacanagem a lá Toyota" adoro o carro, claro que estando fora da garantia desde Abril 2018 eu e ele vamos vivendo um dia de cada vez.
 
Olá malta.
Hoje foi dia de ir fazer um test drive ao prius 3G.
Que posso dizer, gostei do fantástico sistema de ligar e desligar o 1.8, realmente é preciso ter muito cuidado com o pé, pois ao mínimo toque mais agressivo ele dispara logo.
Conduz-se bem e deu para ter a noção de que realmente é um carro para percursos citadinos e para comer alcatrão num passeio descontraído.
O cb marcava 4,1lts aos 100kms, muito bom para um 1.8. Espaço interior generoso, e diferente do que estou habituado.
Agora desculpem-me, mas a fraca qualidade de materiais e a escassa insonorização, fazem-me não adquirir o prius. Os cerca de 8 a 9 kms que fiz em Lisboa, deu-me para perceber que em cada buraco que passava, os plásticos pareciam que iam saltar fora, ouvia-se muito o rolar dos pneus na estrada, (Bridgestone, 195/15), e parecia que levava um vidro aberto numa das portas traseiras a uma velocidade de cerca de 70 km/h. Fiquei desiludido com a construção do carro, mas fascinado com o sistema híbrido.
Mas para já não vou trocar.

Abraços
 

Telmo Salgado

Moderator
Eu fiz os últimos 9 anos e meio a bordo do 3G da família, que em breve vai passar para usufruto total meu, com 216mil km.
Minha experiência...Existe a propensão para os plásticos interiores se riscarem, e alguns ruídos parasitas do tablier frontal. Em piso de paralelo aparecem mais ruídos de uma das portas de trás. O ruído de rolamento de rodas é mais percetível que nos carros tradicionais (Bridgestone eram mais ruidosos que os Michelin), mas não chega para incomodar, mesmo em AE a velocidades acima da legal. Aliás, em AE o Prius não se nega a nada, tenho muitas viagens longas feitas com enorme desempenho, e carro carregado.
A minha visão é de alguém que aprecia o carro como um todo, e no caso em particular tenho enorme respeito pela qualidade de construção que a Toyota empregou nesta máquina, a entrada e saída do MCI é quase impercetível e a durabilidade provada.
 
Última edição:
Os seis meses que tenho com o meu 3G são curtos e cheios de peripécias, entretanto não o trocaria. E porquê?
Aprendi a apreciar as suas qualidades, e são muitas, desculpando-lhe algumas limitações.
Assim fazemos no capítulo da amizade, havendo relações que duram uma vida.

Abraço amigo
Crisóstomo
 

Bruno R. Almeida

Active member
No 2G existia um aspeto/detalhe que me deliciava imensamente: o mostrador construído no formato de uma espada utilizada pelos samurais em período feudal no Japão.
A perfeita simbiose entre o moderno e atual e o passado e tradicional.
 

Paulo Lapa

Active member
Ao comprar um Prius estava a comprar um produto tecnológico, são daquelas coisas em que não me arrependo nadinha na vida, o 2G para iniciados o 3G para avançado e o melhor ainda está pra vir disso não tenho dúvida aí entro no nível PRÒ.
O Prius é o pai dos HSD´s.
O resto é cosmética.
Vamos com calma...😛😛😛
PL
 

Artur Santos

New member
O ruído do rolamento das rodas é algo comum até em marcas notoriamente conhecidas pela alta qualidade e conforto. Tive que usar um Uber na semana passada, um novinho em folha Mercedes E Class. A qualidade interior do carro é impressionante. O Ruído do rolamento das rodas também uma impressionante... decepção.
 

Joao Ferreira

Moderator
Ao comprar um Prius estava a comprar um produto tecnológico, são daquelas coisas em que não me arrependo nadinha na vida, o 2G para iniciados o 3G para avançado e o melhor ainda está pra vir disso não tenho dúvida aí entro no nível PRÒ.
O Prius é o pai dos HSD´s.
O resto é cosmética.
Vamos com calma...😛😛😛
PL
concordo.

os pequenos detalhes das portas por exemplo são mitigados pelo prazer que é conduzir um verdadeiro HSD. O Prius é uma nave, ponto. os corolla Auris e afins vão cópias da nave, cujo interior foi "domesticado" para servir aqueles que não conseguiram apaixonar-se pelo vanguardismo arrojado das linhas das gerações Prius
 
Boas pessoal.
Não estou a dizer que o veiculo em questão que não presta ou que não serve para o que pretende.
Só acho que 11500 euros por um veículo que faz barulhos por tudo e por nada é muito dinheiro, eu gostei da condução do carro, mas trocar a minha 5008 pelo prius, é andar para trás, se é que me entendem.
Até acredito que sejam os pneus que causem um dos muitos barulhos que se ouvem no interior, mas a experiência causou-me má impressão a nível de insonorizarão.
cumprimentos
 

João Prates

Moderator
CKL
Boas pessoal.
mas trocar a minha 5008 pelo prius, é andar para trás, se é que me entendem.
Nope, duvido que aqui alguém entenda.

Se a viatura em questão fazia barulhos por tudo e por nada se calhar não estava nas melhores condições de estima e cuidado.
No entanto sou o primeiro a reconhecer que os Prius sempre foram uma nódoa, muito fracos mesmo, no que diz respeito aos plásticos interiores e ruídos a bordo.

Agora... dizer que TUDO O RESTO, seja o equipamento, seja o consumo, seja a tecnologia da transmissão com TODAS as suas vantagens, do conforto de condução ao consumo, emissões, relaxamento e despreocupação, etc, tudo isso seja ultrapassado pela menor qualidade dos plásticos...

Epá desculpa a fontalidade, mas é como dizer que não gostas da Cindy Crawford por causa do sinal que tem do lado esquerdo (dela) dos lábios... não, não mesmo, ninguém te entende!
 
Nope, duvido que aqui alguém entenda.

Se a viatura em questão fazia barulhos por tudo e por nada se calhar não estava nas melhores condições de estima e cuidado.
No entanto sou o primeiro a reconhecer que os Prius sempre foram uma nódoa, muito fracos mesmo, no que diz respeito aos plásticos interiores e ruídos a bordo.

Agora... dizer que TUDO O RESTO, seja o equipamento, seja o consumo, seja a tecnologia da transmissão com TODAS as suas vantagens, do conforto de condução ao consumo, emissões, relaxamento e despreocupação, etc, tudo isso seja ultrapassado pela menor qualidade dos plásticos...

Epá desculpa a fontalidade, mas é como dizer que não gostas da Cindy Crawford por causa do sinal que tem do lado esquerdo (dela) dos lábios... não, não mesmo, ninguém te entende!
Então não sabe o que é qualidade de construção.
Andar de cavalo para burro não é uma das minha opções.
Como já disse anteriormente, gostei da condução do veículo e do sistema em si, acho que é o futuro, agora não tenho de falar com a minha esposa e filhos com se estivesse num concerto dos slipknot, ou seja, aos berros.

As opiniões são como o C*, só as dá quem quer.
 

João Prates

Moderator
CKL
Então não sabe o que é qualidade de construção.
Ou isso, ou não... se acha que sabe o que eu sei, ou o que não sei, sem me conhecer de parte alguma... já indicia muito bem o tipo de pessoa que é...

Andar de cavalo para burro não é uma das minha opções.
Se fosse um pouco, muito pouco, mais humilde e tentasse perceber os outros e o que dizem nas melhores das boas intenções, percebia que o modelo não tem culpa da viatura em questão que por azar experimentou conduzir, e que muito provavelmente não seria exemplificativo do que é um Prius, nem devia ser generalizado.

agora não tenho de falar com a minha esposa e filhos com se estivesse num concerto dos slipknot, ou seja, aos berros.
Pois não, ninguém tem, e ninguém compraria o Prius se assim fosse.
Pensar que todos os Prius são assim, que o que experimentou na unidade testada é normal e pode ser extrapolado para todas as outras unidades, é no mínimo de vistas curtas.

As opiniões são como o C*, só as dá quem quer.
Aqui traçamos o limite, a linha vermelha.
Faltas de educação são terminantemente proibidas nesta casa, e portanto tome este AVISO como SÉRIO, PRIMEIRO, e ÚLTIMO.
Volta a repetir a graça e é banido de imediato. Não estamos no fuças-buk nem na feira da ladra, e até nesses locais se exige mais educação que a que demonstrou possuir.
 
"Epá desculpa a fontalidade,"

Não fui eu que tratei alguém por tu quando não o conheço de lado algum, e não faltei ao respeito a ninguém.
Se o senhor não admite que alguém tenha uma opinião diferente da sua, não tenho culpa.
Agora não tem que me criticar pela minha decisão de não ter aceite que o prius que experimentei fosse a melhor opção.
 
Top Inferior