Polestar 2

Pedro Tiago

Well-known member
Segundo a Automais o Polestar 2 está no estágio final de desenvolvimento e chega ao mercado em 2020, terá como preço de base 58.800 euros (na Alemanha) com o Performance Pack que custa 6.000 euros




Aceleração 0 - 100 km/h * em 4.7 seg
Potencia: 300 kW (408 PS)
Binário: 660 Nm
75.0 kWh Bateria util
450 km de autonomia
16.7 kWh/100km Eficiencia média

Aparentemente um concorrente direto para o Tesla Model 3 Long Range Performance
 

Telmo Salgado

Moderator
As primeiras unidades chegaram à Europa, e serão entregues em dois meses:

 

Telmo Salgado

Moderator
Boa questão. Como se terão/têm portado os S90 made in China?
 

Telmo Salgado

Moderator
Essa abordagem, em conjunto com a apreciação de segurança que isto possa incorrer (ao que sei o Polestar ainda não está nos EUA onde as autoridades passam isto a pente fino), eleva o tom de preocupação.
Já no passado falámos sobre a NECESSIDADE de termos produtos inovadores com a mesma serenidade de sempre. Não é assim que chamamos a sociedade para mudar mentalidades quando a paz de espírito não está presente.
 

João Prates

Moderator
Bom, pelo lado positivo fizeram o recall e assumem as despesas, o que infelizmente começa a não ser garantido nesta indústria.

Pelo lado negativo e especialmente considerando que os veículos ficam totalmente inoperacionais o tempo de resposta e resolução do problema está a ser claramente exagerado.
 

William Esteves

Moderator
Não sei se já disse isto por aqui, mas parece que afinal não é assim tão linear constuir BEV's! A ver pela quantidade de problemas...

Apareceram tantas startups que parecia ser só comprar pilhas e ligar o motor elétrico, mas afinal...

E ainda não chegamos à parte da longevidade do produto! Seria de esperar maior cuidado durante a I&D dos BEV's provinentes das marcas estabelecidas...
 

João Prates

Moderator
Isto vai acontecer a muito carro de muita marca nos primeiros modelos, e mais ainda nas primeiras iterações.
Quem não tem experiência quase nenhuma em electrificação como é o caso da Volvo/Polestar vai estar ainda mais na linha da frente destes casos.

Esperemos que aprendam depressa, que melhorem o seu controlo de qualidade, testes, e montagem, para que os clientes parem de sofrer na pele as consequências dessa juventude.
 

João Prates

Moderator
Não sei se já disse isto por aqui, mas parece que afinal não é assim tão linear constuir BEV's! A ver pela quantidade de problemas...
Lembra-me a minha antiga mota, a Vectrix!
Sempre que posso relembro isso aos demais: Uma coisa é fazer protótipos e meter carros em salões automóveis, e até dar aos jornalistas para test drive.

Outra coisa bem distinta é viver com um veículo todos os dias, passar por aquelas 1001 situações distintas que toda a gente passa com o seu carro no dia a dia.
E ao fim de poucos meses não é surpresa nenhuma verificar que a ideia com que ficamos do veículo tem muito pouco a ver com o test drive inicial de umas horas.

Problemas de fiabilidade e de usabilidade então "é mato" passarem despercebidos ou minorados durante o primeiro contacto, mas depois tornarem-se insuportáveis no dia a dia.
Isto é verdade com qualquer tecnologia de locomoção, não só com BEVs, e como em tudo só com erros se aprende, a experiência leva à perfeição.

Marcas novas e sem experiência e feedback dos clientes são as mais vulneráveis.
 
Top Inferior