Obrigado Governo de Portugal, pelos magníficos critérios de IUC

João Prates

Moderator
CKL
Isto é coisa recorrente, todos os anos somos brindados com este magnífico sentimento de justiça fiscal...

1596113704299.png


Tenho de pagar até amanhã mais de 200 Eur por ter um carro que pesa 1.500 kg, fez uma média de 1,24 l/100km em 2019... e que em 2020 vai fazer ainda melhor de certeza.
Isto porque comete o "pecado" de possuir um motor de combustão interna de 1.800 cc note-se!

Sim, porque o factor predominante para avaliar os danos ambientais, de infraestrutura da via, e por consequência o imposto a pagar, é a cilindrada do bicho!

Com toda a certeza os motores de combustão de 1.000 cc de tanto fogareiro que circula pelas nossas estradas poluem bem menos que o meu Dare Devil, e os eléctricos como o Tesla Model X pesam bem menos e por consequência danificam menos as vias por onde circulam... só pode... tanto uns como outros pagam menos, os eléctricos nem pagam sequer nada!

Vou tomar um xanax e já volto... :mad:
 
Última edição:
Ou aqueles fumarentos com as traseiras cheias de fumo que pagam ainda menos... :(

A ideia original era razoável, o imposto iria descendo com a idade... Só que em vez disso o fator aumentou... :oops:
 

Telmo Salgado

Moderator
Usam emissões de CO2 mas apenas numa pequena parte...apenas para os excessos da banda para aquela cilindrada, não beneficia quem polui menos...

 

Léo Grova

Active member
Eu paguei o meu IUC, e o sentimento é de injustiça, roubo, assalto... provavelmente o carro mais verde do planeta...
 
Eu também tive de pagar os quase 205,00€ no final de junho...fica uma sensação de injustiça a pairar no ar que não é brinquedo! Esta caça desenfreada aos €uros pela A.T. é do mais injusto que há!
 
Estou-me lixando para a idade, comparemos viaturas novas, e diz-me se faz algum sentido!
Não, claro que não. Acho que peso e emissões faz muito mais sentido que outra qualquer, uma parte pelo dano na estrada e outra pelo dano ambiental.

Um aparte, quando começarem a taxar BEV's penso que será pelo peso da viatura... Pelo menos espero que não seja pela autonomia...
 

João Prates

Moderator
CKL
Pergunto só isto:

No tipo de utilização que este meu carro faz, com cerca de 30 mil km por ano, e durante a sua vida útil nas minhas mãos a fazer esse serviço, o que é que tem maior impacto nos recursos naturais, no ambiente, e nas estradas e demais infraestruturas, considerando o ciclo de vida completo, i.e. desde o fabrico do carro e todos os seus componentes, ao seu abate e reciclagem?
  1. Prius 4G PHV, com 8,8 kWh de baterias de lítio, a fazer uma média de 14 kWh/100km a que se acrescentam 1,2 l/100km em média anual, para uma tara de 1.500 kg;
  2. Tesla Model X 100D com 100 kWh de baterias de lítio, a fazer uma média de 22 kWh/100km, para uma tara de 2.500 kg.
Se chegaram à mesma conclusão que eu, então sabem como me sinto por a bisarma de luxo do Tesla não pagar IUC e o Prius PHV pagar 200 Eur todos os anos!
:mad:
 

João Prates

Moderator
CKL
Pelo menos espero que não seja pela autonomia...
Pois também espero bem que não, porque a autonomia pode bem ser por eficiência do conjunto motriz, e não por simplesmente meter mais baterias.
Mas sabendo como funcionam as cabecinhas pensadoras legisladoras e que de técnica não percebem nada, já não me admirava nada se isso acontecesse...
 
Última edição:
Top Inferior