O rumo futuro da GM, sem quaisquer híbridos...

Telmo Salgado

Moderator
Staff

Acho que me posso dar ao trabalho de elaborar um pouco e comentar sobre algumas frases...


"In response to a question about how the company is changing due to that decision, GM president Mark Reuss called hybrids in any form a stopgap. "

Ora bem, o stopgap pode não ser a solução ideal, mas vemos que a nível mundial está ainda a ganhar adeptos e prevê-se que possam subir até uns 30% do total de vendas. Não parece difícil entender que a tecnologia híbrida tem 23 anos, uma larga geração de benefícios para o planeta e para o cliente, e manter as motorizações tradicionais (e gulosas) é francamente PIOR para ambos. Sim, porque aquilo que a GM não fizer de EV, será ICE puro. Blherc.

"Reuss outlined the barriers—like certification, and cost—of having two propulsion sources on board, and said: “I just—from a physics and engineering standpoint—just can’t get my head around making money doing that in the long haul, even as a stopgap.”"

Oh, making money. Period.

"Reuss added—likely still referring to plug-in hybrids—that they’re hard to understand. "

Sim, são difíceis de entender, é verdade. O mercado percebe outras coisas mais fáceis, como a pergunta: onde carrego?, seja EV, FCEV ou a combustão (híbridado ou não).

“If I had another dollar of R&D from our company, I would spend it on getting the anode and cathode of our batteries better,”


Curioso, preferem que a esmagadora maioria dos seus carros sejam ICE puros.

"In last year’s call, the executive put it another way, distilled down to what sounds like a business rule of thumb: “You can’t spend money to force the customer to carry around extra stuff they may not need.”"

May not need. Ou may need. E o money novamente.


Creio que se vivem momentos difíceis de gestão (puramente económica, nada técnica) e se explica como a GM teve de ser salva. A visão de um futuro que eles pretendem dominar esquecendo um presente pesado e árduo de modificar.
 
Top Inferior