Motor de combustão linear quer revolucionar os geradores

O motor de combustão tem-se mantido praticamente inalterado desde a sua invenção há cerca de 150 anos, mas agora surge uma empresa chamada Aquarius que diz ter uma variante bastante mais eficiente.

Os motores de combustão são terrivelmente ineficientes devido às perdas por fricção, no entanto - e embora se saiba que o futuro é eléctrico - continuam a haver muitas aplicações para os mesmos, e por isso continuam a ser muito bem vindos todos os avanços que possam ser feitos nesse sector. É precisamente isso que promete a Aquarius com o seu motor de combustão linear.

A Aquarius diz ter resolvido todos os problemas relacionados com as propostas de motores de combustão lineares, que abdicam do tradicional veio rotativo para menor perdas mecânicas e maior eficiência, que se tornam apelativas para efeito de geradores e extensores de autonomia em veículos eléctricos. Com este sistema é possível criar um motor de 4 cilindros com 800cc capaz de gerar 24 kW num volume de apenas 53 x 21 x20 cm e com um peso de apenas 10 kg!

Ainda por cima, pode ser alimentado com uma vasta gama de combustíveis, pelo que será tecnicamente possível utilizar combustíveis 100% sintéticos. Veremos se ainda terá oportunidade para existir neste mundo que precisa acelerar a transição para as energias limpas e renováveis.


Fonte

Valerá a pena?
 

João Prates

Moderator
CKL
Tudo o que for feito para baixar emissões onde a alternativa eléctrica não seja possível é positivo.

No entanto pelo vídeo não vejo eficiências acima do que um HSD já consegue hoje (42%), e não vejo nenhum sistema de tratamento de gases de escape, o que me preocupa bastante.

Pode ser que só seja assim por se tratar de protótipos... deixo essa no ar...
 
Última edição:

Bruno R. Almeida

Active member
Boa tarde, após 5 minutos de vídeo, surgiram-me algumas duvidas que passo a expor.

Quais as vantagens de um motor de pistão livre em relação a cilindros opostos como é o caso dos motores boxes na Porsche e Subaru?

este tipo de solução não irá aumentar as vibrações?
 

Telmo Salgado

Moderator
Com efeito, a vibração parece-me o principal problema desta configuração, e que se vê no vídeo terem sido associados dois conjuntos em oposição de fase para o cancelar. E fica corrigido!
Outra questão importante a esclarecer é o ciclo, como é que este aparente 2 tempos faz a lavagem dos gases de forma tão perfeita?
E mantenho as reservas do Prates relativamente ao tratamento dos gases de escape.
Também a forma de combustão "todos os combustíveis", sim em teoria é possível, mas depois de fabricado, este motor só opera numa taxa fixa de compressão, que sabemos ser diferente para cada um em termos de otimização, bem como a distribuição, injeção e comando de ignição.
Finalmente, a lubrificação, que também me faz alguma confusão.
Uma coisa é certa, investigue-se e teste-se, todos os formatos devem ser estudados!
 
Última edição:

Telmo Salgado

Moderator
Os motores de combustão são terrivelmente ineficientes devido às perdas por fricção
Não é a principal causa, mas sim as perdas de calor para as fronteiras do sistema, e o calor remanescente que sai pelo escape.

São as chamadas perdas irreversíveis, cujo limite está definido pelo ciclo de Carnot.
 
Top Inferior