Lexus foca-se nos SUV na Europa e retira da gama os CT, IS e RC

Telmo Salgado

Moderator
A onda SUV é tremenda, e vai rebentar em cima de quem colocar os ovos neste cesto da forma bizarra de utilidade.
As organizações ambientalistas estão fartinhas de malhar, nós também, enquanto existirem ICE os SUV serão inimigos das emissões.

Concordo com o Pedro, duma assentada mataram os modelos mais acessíveis e mais apetecíveis. Uma estratégia que só irá diminuir vendas, a meu ver, e no caso particular do CT, a oportunidade de lutar contra a armada alemã dos segmentos C luxo que tanto vendem.
Têm desde 2016 um trem fabuloso 1.8 à disposição e desde há um ano o 2.0, preferiram manter o 1.8 de 2009.
É assim a ausência de interesse na Europa, pelos olhos dos japoneses? Ou está aqui um compasso de espera para alguma coisa muito melhor? Tenho dúvidas. Sérias.
 

Telmo Salgado

Moderator
Até parece que são os compradores que "mandam", desde que a razão e o motivo seja bem esclarecido.
Agora vamos a factos: frotas - os construtores europeus agacham-se e mandam preços bomba e o resultado é inundarem o mercado dos leasings, com visibilidade e natural pós-venda futuro - Lexus é microscópico neste setor;
publicidade - quando a Lexus nasceu na Europa, víamos publicidade, agora está totalmente arredada dos media;
modelos - independentemente da estética e da funcionalidade, faltam as atualizações necessárias (e dentro do grupo existem)

Os compradores têm razões para "não comprar" e irem para outras marcas. Muitos até desconhecem o nome Lexus e focam-se nos ubíquos europeus que vêm na rua e no círculo de amizades.

A responsabilidade de perder vendas nos segmentos C e D de veículos ligeiros é EXCLUSIVAMENTE da Lexus.
Os SUV vão custar mais em emissões, vai ser bonito. Paguem, a Europa agradece. O ambiente não, o que se lamenta.
 
Top Inferior