Hyundai Ioniq eletric (2019-> facelift)

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Subida da capacidade da bateria para os 38 kWh úteis, interior com algumas alterações designdamente no sistema multimedia.

Um upgrade a um produto já de si excelente. Ver aqui.

Se houvesse um com baterias de 60-65 kWh....ai Tesla.... :)
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
Com o meu consigo facilmente autonomias de 220-230 kms, esse fará certamente mais de 300... haverá assim "tanta" gente com necessidade de ter um carro com mais autonomia? ...epagar mais 20k€ por isso?

Além disso o grupo kia/hyundai tb tem outras opções para baterias com essa capacidade, talvez não tenham a mesma eficiência, mas também surpreendem.

E a Hyundai já prepara a nova ofensiva (Hyundai teases new look EV ahead of Frankfurt Motor Show), vejamos o que aí vem...
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Mais um artigo, muito bem sistematizado, sobre este facelift.

Há aí um dado que parece não bater certo. Uma das novidades é a subida da potência de carregamento DC, que passa para o patamar de 100 kW (70 no modelo atual).

Ora, como é que pode demorar 54 minutos a carregar 80% de uma bateria de 38 kWh úteis, ou seja, 54 minutos para carregar 30 kWh? Isso dá uma velocidade média de 33 kW....

Deveriam ser uns 25-30 minutos e não mais do que isso. Aguardemos.
 
O Ioniq deve ser das opções mais racionais no mercado de elétricos...

E há algo que me deixa também preocupado:



Já viram bem aquele infotainment? Aparenta ser superior ao da Lexus!!!

De facto o planeamento da Toyota é mau, mas o da Lexus....

E não só tem bancos aquecidos como refrigerados!
 

João Prates

Moderator
Staff
Más notícias no que ao novo Ioniq diz respeito... aparentemente mataram a capacidade de fast charging! :cry:

Como é possível uma coisa destas? Querem vender mais Konas?
Isto é mau demais, parece quase propositado, um harakiri perpetrado pelo construtor Coreano?

Seria interessante obter uma resposta oficial da Hyundai a isto!

Teslabjørn testa carregamento "rápido" do novo Ioniq 38 kWh... grande facepalm! 😲 🤦‍♂️

Chega a ser mais lento que o Leaf com rapid gate ou que um Zoe de 22 kW, não dá para perceber...
O que acham vocês disto? A Hyundai matou o Ioniq BEV?

As dúvidas que assolam toda a gente são as mesmas que o Bjørn enumera neste vídeo a partir do minuto 17:45:


EDIT: Pessoalmente acredito que a Hyundai vai ter de lançar um upgrade a este carro para carregamento rápido minimamente decente, ou não o vão conseguir vender.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
E eu a pensar que era um erro o valor para o carregamento divulgado pela marca....pelos vistos é a sério.

Anedótico, triste, inacreditável, o que dizer quando uma marca arruina um execelente produto?

Pelo menos assim vão deixar de ter problemas em satisfazer a procura...😟
 
Creio que o aumento da capacidade da bateria do Ioniq foi um erro. Não foi apenas o tempo de carregamento que aumentou significativamente, como também piorou o "ground clearance" do mesmo. Para quem tem a cave abaixo do nível do solo, ou parcialmente abaixo (como é o meu caso), torna-se difícil entrar com um carro destes sem raspar a parte inferior do carro.

Também não gosto das novas jantes, e a frente ficou algo esquisita, pois perdeu aquele aspecto "clean" que o Ioniq original tem e que eu adoro.
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
Para quem faz uma utilização parecida com a que faço não será grave, já fiz 10.000kms no meu carro em 5 meses e zero carregamentos rápidos. No entato que faz uma utilização como a minha também não justifica a escolha do modelo novo em relação ao antigo.

Mas não se compreende que façam um downgrade destes num facelift que é suposto ser um upgrade ao modelo.

Há ainda outras coisas que não me agradam, o facto de cada vez mais se deixar de usar botões físicos, para comandar o que quer que seja num carro, cria-me bastante resistência. "Acertar" numa área específica de um painel quando em movimento, com solavancos e sem ter de desviar os olhos do que é mais importante (A ESTRADA!!!) é para mim um "BIG NO-NO", Por exemplo o Infotaintment do CHR da minha mulher é horrível!!!

Ainda que no geral o interior seja mais bonito e tenha uns LCDs que possibilitam ver muito mais informação, (na versao de 28kwh obriga-nos a andar a saltar sempre de menu em menu) continuo a preferir poder controlar quase tudo em botões normais ou giratórios do que nesta moda to touch screen.

Pessoalmente também não gosto das jantes e da grelha cheia de "buracos".
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
Tomei a liberdade de sobrepor 2 graficos com o perfil de carregamento rápido, desculpem a distorção mas foi para fazer bater as escalas:

ioniqCharge.jpg

Linhas azuis e amarelas da versão de 28 kwh

Imagens originais aqui:
 
Não vejo como necessariamente mau, verdade que vai demorar mais tempo a carregar, mas também diminuiu consideravelmente as viagens que necessita de parar para abastecer...

Antes ao fim de 200km tinha de ir ao posto, agora são 300km, é mais 50% de distância percorrida antes de parar.

E diga-se, para Portugal não há de facto necessidade de ter um não-Tesla a carregar a mais de 50kW tal a brincadeira da Mobie...

No meu tipo de percurso habitual, preferia o 38 ao 28 porque iria implicar muito menos tempo de pausa na estrada.
 
Estava a fazer as contas 200 para 300km, aumento de 50%, por ter a ideia de que seriam por aí as autonomias anunciadas (pelos comentários anteriores).

Mesmo assim, para os meus circuitos acabaria por me compensar :)
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Como sempre, as apreciações decorrem do perfil de utilização de cada um. Para quem raramente faça viagens longas, as questões de carregamento rápido não são relevantes. pelo que o problema não se coloca. Diria é que o Ioniq perde aí um argumento competitivo, juntando-se ao Leaf no grupo dos carros a evitar por parte das pessoas que têm requisitos de deslocações longas.
 
Top Inferior