Facelift Model S e Model X!

Alex Ramos

Member
Em parte sim, mas a autonomia estimada na versão de topo passou >600km para >800km e ao mesmo tempo a aceleração 0-100km/h diminui e a velocidade máxima aumentou em cerca de 60km/h.
Duvido que seja “só” uma nova química, os motores terão de ser diferentes e para o aumento da amplitude da velocidade, prestações e eficiências... Seria uma necessário uma revolução nas baterias...
Baterias mais potentes com os mesmo motores podem dar mais performance. A potência dos motores está sempre limitada pelo que as baterias conseguem debitar.
 

João Prates

Archie Bunker
Não, nem sempre, aliás isso é o contrário do desejável.

O desejável é ser o motor a limitar a potência, significando com isso que as baterias têm folga para dar corrente.
Uma bateria que vai sempre ao C máximo é uma bateria de curta vida, o motor não deve ser capaz de puxar o máximo da bateria.
 

Pedro Lopes

Active member
Uma grande questão é qual a bateria que equipa estes novos modelos. Já li em qualquer lado que continuam a ser as 18650, mas com química atualizada. Por outro lado, no caso do Plaid+, com 840km de autonomia, é pouco provável que sejam estas células.
Confirmado: o Model S Plaid+ será o primeiro modelo da Tesla, a usar as novas células 4680. Vejam este video ao minuto 54:56:

 

William Esteves

Not Shakespeare
Vão surgindo novas fotos:

image.png


20210222-Model-S1.jpg


image.png


image.png


image.png


Parece muito melhor o interior!
 
Top Inferior