Dúvida não liga Modo Ev

Pedro Oliveira

New member
Boa noite a todos,

O que vou perguntar deve ser normal no entanto não estou habituado a isto, aproveitei para atestar o primeiro depósito de gasolina, onde coloquei 43,09 litros, agora vamos ver quanto km faço apesar de o C.B indicar 731 km, espero que sejam mais alguns.😀😀.

Entretanto deparei-me com uma situação ao carregar no botão EV Mode, surge uma mensagem que atualmente não está disponível, qual o motivo, as baterias estão parcialmente carregadas, faltando dois quadrados para completo, efetuei uma viagem de 8 km para encher o depósito, e nesse trajeto todo, mesmo em semáforos o EV Mode no visor nunca ligou, estará tudo bem?

Se desligar o carro e voltar a ligar a luz de EV Mode liga mas passado uns segundos desliga e o motor a gasolina arranca .IMG_20190905_190452_compress92.jpg

Obrigado a quem puder ajudar.IMG_20190905_205900_compress54.jpgIMG_20190905_205741_compress21.jpgIMG_20190905_190452_compress92.jpg
 

Armando Costa

New member
Boa noite Pedro Oliveira,
O que relatas deve ter a seguinte razão:
-O motor ainda não está à temperatura correcta e por tal não liga a função EV até atingir a temperatura.
Solução: Mal ligas o carro, carrega imediatamente no EV Mode. Se ligares EV Mode antes que o motor ligue, vais conseguir.
Esta solução é interessante para tirares a viatura da garagem. Não sendo o caso, deixa o carro gerir o funcionamento.
Espero ter sido útil.
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
-O motor ainda não está à temperatura correcta e por tal não liga a função EV até atingir a temperatura.
...e infelizmente esta versão do Auris não tem forma de confirmares se o MCI já se encontra na temperatura ideal. Felizmente no Corolla já corrigiram a situação!
 
Bom dia,

O que o Armando relata pode ser a chave da tua resposta.

Tenho ideia que a programação da Toyota nos seus HSD, implica a quando do inicio de marcha um pré-aquecimento do MCI até a temperatura ideal de funcionamento.

A utilização do botão EV MODE, deve ser feita com alguma moderação, no entanto para sair de uma garagem pode ser uma das utilização pratica, pois não existe o tal pré-aquecimento sem andamento, o que prejudica tanto os consumos com o ambiente.
 

Pedro Oliveira

New member
Bom dia,

Eu achei estranho, somente, pk quando estou a chegar a casa, tem uns semáforos, ou entanto enquanto aguardo que o portão abra, costumava acender a Luz , uma vez que abrando ou paro e isso não aconteceu, e achei estranho, e fez com que carregasse no botão EVMODE, surgindo essa mensagem que não era possível.

No entanto agora de manha já funcionou corretamente, acendeu o EV, e de seguida tenho uma descida de 400 metros, seguindo um semáforo, foi sempre em EV, e quando parei no semáforo, Carreguei no EV Mode, e funcionou, logo de seguida desliguei.

Outra situação/duvida, pelo que li no forum Prius, indicam que a reserva terá cerca de 8 litros, com um deposito de 45 lts, será verdade? Digo isto, pk ontem atestei a primeira vez e consegui colocar 43,09 litros, no entanto só andei na reserva 30km, tendo surgido a mensagem no C.B 0 km.

Obrigado pela ajuda.
 
Confirmo o que o Telmo Salgado disse, se o pack de baterias estiver demasiado quente, acontece especialmente em descidas prolongadas, o MCI entra em funcionamento até que o pack de baterias atinja uma temperatura mais baixa. Já me aconteceu pelo menos uma vez. Também pensei que fosse avaria, andei quase 5 minutos só com o MCI. Mais tarde é que cheguei a esta conclusão também.
 

João Prates

Moderator
Staff
Se desligar o carro e voltar a ligar a luz de EV Mode liga mas passado uns segundos desliga e o motor a gasolina arranca .
Isto só por si prova que o motor de combustão e/ou o catalizador não atingiram ainda a temperatura mínima de funcionamento.
A prioridade máxima em qualquer híbrido Toyota é a redução da poluição/emissões ao máximo, sempre, acima de tudo, podes fixar este ponto.

Se o motor e o catalizador não estiverem na temperatura mínima para reduzir as emissões ao mínimo, o MCI vai funcionar em regime controlado até essa temperatura ser atingida.
Ele não arrisca a deixar para mais tarde, para quando solicitares o funcionamento do MCI, porque nessa altura fornecer força de tração a frio iria poluir desmesuradamente.

No entanto agora de manha já funcionou corretamente, acendeu o EV, e de seguida tenho uma descida de 400 metros, seguindo um semáforo, foi sempre em EV, e quando parei no semáforo, Carreguei no EV Mode, e funcionou, logo de seguida desliguei.
Ele sempre funcionou correctamente. Quem não está correcto és tu nas tuas assumpções. Uma coisa é o que esperas que ele faça, outra é o que ele está programado para fazer.
Se dessa vez não realizou o pré-aquecimento, deve ser porque já estava acima da temperatura mínima. Não terás andado com ele pouco tempo antes?

se o pack de baterias estiver demasiado quente, acontece especialmente em descidas prolongadas, o MCI entra em funcionamento até que o pack de baterias atinja uma temperatura mais baixa
Nada disso, não tem rigorosamente nada a ver com temperatura.
De que forma poderia o funcionamento do MCI baixar a temperatura da bateria? Isso não faz qualquer sentido.

O que sucede é que a bateria já está cheia, e não consegue armazenar mais energia, embora o carro continue a descer e com isso inevitavelmente a gerar energia.
Nessa situação a energia é direcionada para o MG1 que a consome fazendo girar o MCI sem qualquer consumo de gasolina, apenas para dispersar a energia que está a ser gerada.

Por isso é que quanto mais travas, mais rotação o MCI ganha, porque ao travar regenera-se ainda mais energia, que tem de ser dissipada.
Como graças ao PSD nos híbridos Toyota o MCI não se encontra ligado às rodas, ele está a girar livre e não influencia em nada o andamento da viatura.
 
Nada disso, não tem rigorosamente nada a ver com temperatura.
De que forma poderia o funcionamento do MCI baixar a temperatura da bateria? Isso não faz qualquer sentido.

O que sucede é que a bateria já está cheia, e não consegue armazenar mais energia, embora o carro continue a descer e com isso inevitavelmente a gerar energia.
Nessa situação a energia é direcionada para o MG1 que a consome fazendo girar o MCI sem qualquer consumo de gasolina, apenas para dispersar a energia que está a ser gerada.

Por isso é que quanto mais travas, mais rotação o MCI ganha, porque ao travar regenera-se ainda mais energia, que tem de ser dissipada.
Como graças ao PSD nos híbridos Toyota o MCI não se encontra ligado às rodas, ele está a girar livre e não influencia em nada o andamento da viatura.
João Prates, sem querer pôr em causa o teu conhecimento sobre os híbridos Toyota não posso concordar totalmente com o que disseste, provavelmente faltou um pormenor que pode fazer diferença, quando referi que em descidas o MCI entra em funcionamento devido ao aquecimento das baterias. Eu sei que nessa altura ele entra em funcionamento para ser o próprio MCI a tratar da travagem.

No entanto, após uma descida pronunciada em que a bateria sofre um bom carregamento e se depois desligares o carro vai acontecer o fenómeno de "heat soaking" em que a bateria apesar de não estar muito quente ainda está a libertar calor só que como não tem ventilação a bateria vai aquecendo até chegar a temperaturas demasiado elevadas (acima dos 50ºC). Neste caso, o MCI nunca sai de funcionamento pois tanto o carregamento e descarregamento da bateria ficam limitados ao mínimo.
Aconteceu-me ainda hoje por coincidência. A descer de Penafiel até Paredes ainda é um bocado e bateria carregou ao máximo ao ponto de o MCI entrar em funcionamento (não estava a controlar nada com o hybrid assistant. Em Paredes parei para jantar em casa de uma pessoa e fiquei lá cerca de 3 horas. Ora que ao sair o MCI ligou para aquecer mas não desligou ao fim do tempo normal, decidi ligar o Hybrid Assistant e a temperatura das baterias estava a 53ºC e a ventoinha estava na velocidade 5.

Para mim faz todo o sentido ligar o MCI para proteger as baterias em caso de aquecimento excessivo da bateria.

Aqui está uma foto do tal fenómeno:

E aqui cópia do manual que confirma o que disse:
 
Última edição:

João Prates

Moderator
Staff
provavelmente faltou um pormenor que pode fazer diferença, quando referi que em descidas o MCI entra em funcionamento devido ao aquecimento das baterias
Pois pelos vistos faltou, mas o que me parece ter faltado foi a referência a temperaturas dentro do habitáculo perfeitamente fora do normal.
Nunca em largos milhares de kms feitos em 3 híbridos Toyota alguma vez vi a temperatura da bateria atingir valores que impeçam o MCI de se calar em parado depois de encher a bateria.

Eu sei que nessa altura ele entra em funcionamento para ser o próprio MCI a tratar da travagem.
Mais uma vez incorrecto. Nunca ninguém disse que o MCI entrava para tratar de travagem alguma, aliás disse claramente que o MCI não influenciava em nada o andamento:
Como graças ao PSD nos híbridos Toyota o MCI não se encontra ligado às rodas, ele está a girar livre e não influencia em nada o andamento da viatura.
No entanto, após uma descida pronunciada em que a bateria sofre um bom carregamento e se depois desligares o carro
Ninguém tinha, até ao momento, referido este cenário. O cenário que eu comentei foi o cenário de descer com a bateria cheia, não foi de desligar o carro logo após a descida.
Mas mesmo que fosse, é preciso ser "doido" e ter a temperatura dentro do carro completamente intolerável (para mim) para a bateria chegar a esse ponto.

Já aqui referi vezes sem conta que a ventilação da bateria é feita a partir do interior do habitáculo, porque se presume que o humano ao volante quer estar termicamente confortável, e portanto vai ter temperaturas em torno dos 23-24ºC, que são por coincidência a temperatura que as baterias também gostam de estar.

Se quem vai a conduzir prefere ir na casa dos 30ºC, ou mais, enche a bateria ao máximo, provocando aquecimento adicional da mesma, e o desgraçado do carro não tem como a arrefecer porque o ar que puxa vai tão quente como já está a bateria (ou pouco abaixo), então não há milagres, é óbvio. Querem danificar as vossas baterias fazendo sauna... ok... depois não se queixem...

Pior ainda se antes da ventilação a conseguir arrefecer, o condutor decide desligar o carro, então o que se pode esperar? Claro que ao ligar de volta vai haver um esforço enorme.
Agora digo claramente que ver uma bateria Toyota acima dos 50ºC é coisa nada normal, ou o carro esteve à turra do sol horas a fio, ou a bateria tem um problema, ou está mesmo cheia ao limite e tem uma conjugação de factores. Acima de 40ºC não é normal, quanto mais 50ºC, por mais cheia que esteja, o SoC não justifica esta temperatura.

vai acontecer o fenómeno de "heat soaking" em que a bateria apesar de não estar muito quente ainda está a libertar calor só que como não tem ventilação a bateria vai aquecendo até chegar a temperaturas demasiado elevadas (acima dos 50ºC).
Um material sofre de Heat Soaking quando absorve (soak) o calor em seu redor, não é quando emite calor, e se o carro está parado de onde vai absorver o calor?
Só se o carro estiver estacionado ao sol, porque nada justifica a temperatura subir até aos 50ºC com o carro parado à sombra. Se vai nos 50ºC já os tinha antes de parar!

Para mim faz todo o sentido ligar o MCI para proteger as baterias em caso de aquecimento excessivo da bateria.
Faz sentido evidentemente que sim, deixar de puxar ou dar corrente a uma bateria acima da temperatura admissível, até que ela desça.
Mas uma coisa é deixar de utilizar a bateria à espera que a ventilação a arrefeça, outra coisa é dizer que o MCI arrefece a bateria, o MCI não tem forma de arrefecer a bateria.

Acho que a explicação simples para o que te acontece está aqui neste outro post que já te devia ter respondido na altura mas não se propiciou:
No meu Auris posso nem sempre a ouvir em andamento, no entanto, quando desligo o carro noto quase sempre a ventoinha a desligar. De notar que também eu poucas vezes ligo o AC pelo que o ar no carro é o que está cá fora (dou-me mais ou menos bem com o calor). Acontece em descidas prolongadas por vezes chegar aos 45ºC, mas também não posso fazer muito.
A única coisa que noto é que com o carro em andamento a ventoinha acelera o funcionamento e com ele parado por exemplo em semáforos ela abranda.
Isto meu amigo, é a explicação para tudo. O bold é meu.
Tu podes te dar bem com o calor, mas olha que a tua bateria não se dá nada bem com o calor, nenhuma bateria se dá bem com o calor, faço apelo ao teu know-how de química.
E acho sinceramente inacreditável dizeres que "não posso fazer muito"... hã? Desculpa? Que tal ligares o A/C para ajudar a ventilação a manter a bateria na janela normal de temperatura?

Estás efectivamente, e a um ritmo aceleradíssimo, a matar a capacidade química da tua bateria, e com isso a condena-la a uma morte prematura, espero que tenhas consciência disso.

provavelmente faltou um pormenor que pode fazer diferença
Eu diria um pormaior, i.e. o teu comportamento avesso ao A/C, que faltava deslindar.
Passa a andar de vidros fechados com A/C para os 23ºC, e evita ao máximo desligar o carro ou deixá-lo ao sol depois dessas descidas prolongadas.
 
Posso dizer que ontem quando ocorreu esta situação não estavam mais de 25ºC no exterior, temperatura perfeitamente aceitável para não necessitar de A/C, de maneira nenhuma o carro esteve ao sol para a mesma aquecer tanto e raramente uso o Hybrid Assistant para controlar as temperaturas. Um utilizador normal que não tenha acesso a estas ferramentas nunca vai conhecer estas temperaturas. Se eu disser que reparo que a ventoinha só muda para a velocidade 3 perto dos 40ºC acreditas?

Eu simplesmente acho que após a descida e circular com o carro uns 2 ou 3 minutos sem qualquer esforço de travagem e depois desligar tudo é o normal, não vou ficar 10 minutos à espera que arrefeça. Aliás quando páro a temperatura das baterias está entre os 40 a 42ºC e depois lá dispara até aos 50ºC de longe a longe.

Um pormenor, eu nunca disse que o MCI arrefece o pack de baterias, se o disse foi provavelmente porque não me expressei em condições.

Por fim, queria dizer só que o excesso de temperatura do pack de baterias pode ser causa possível para o MCI não desligar no caso do Pedro Oliveira.
 

João Prates

Moderator
Staff
Posso dizer que ontem quando ocorreu esta situação não estavam mais de 25ºC no exterior
Pois, mas que temperatura estava no interior?
Se no interior já estivessem 30+ºC a bateria estaria à mesma temperatura, há que a ajudar a descer.

Se eu disser que reparo que a ventoinha só muda para a velocidade 3 perto dos 40ºC acreditas?
Claro que acredito, porque não acreditaria em algo que tu reportasses?
Mas antes de chegar aos 40ºC já estava a trabalhar, pelo menos desde os 30ºC ou lá perto, em ritmo mais lento mas estava, ou não?

Eu simplesmente acho que após a descida e circular com o carro uns 2 ou 3 minutos sem qualquer esforço de travagem e depois desligar tudo é o normal, não vou ficar 10 minutos à espera que arrefeça
De acordo, não és escravo do carro, era o que faltava. Mas se tiveres o A/C ligado durante o percurso creio que com isso ajudas a bateria a não subir tanto.

eu nunca disse que o MCI arrefece o pack de baterias
Posso ter interpretado mal, esquece, estamos esclarecidos e de acordo.

queria dizer só que o excesso de temperatura do pack de baterias pode ser causa possível para o MCI não desligar no caso do Pedro Oliveira
É possível, mas ele não deu nem 1/10 da informação que tu deste, portanto não temos na minha opinião elementos para aferir se será esse o caso.
As respostas que démos são as mais banais, e tendo ele ao que me recordo o carro em garagem, a temperatura não deve ser questão.
 
Pois, mas que temperatura estava no interior?
Se no interior já estivessem 30+ºC a bateria estaria à mesma temperatura, há que a ajudar a descer.


Claro que acredito, porque não acreditaria em algo que tu reportasses?
Mas antes de chegar aos 40ºC já estava a trabalhar, pelo menos desde os 30ºC ou lá perto, em ritmo mais lento mas estava, ou não?


De acordo, não és escravo do carro, era o que faltava. Mas se tiveres o A/C ligado durante o percurso creio que com isso ajudas a bateria a não subir tanto.


Posso ter interpretado mal, esquece, estamos esclarecidos e de acordo.


É possível, mas ele não deu nem 1/10 da informação que tu deste, portanto não temos na minha opinião elementos para aferir se será esse o caso.
As respostas que démos são as mais banais, e tendo ele ao que me recordo o carro em garagem, a temperatura não deve ser questão.
Abaixo de 30ºC certamente estaria, nem eu aguentava isso lá dentro :p

À semana não ando com A/C porque o carro não está tão quente e as viagens são curtas. A altura em que poderia usar AC era ao domingo, mas há quem se queixe do frio (mesmo estando regulado para 22ºC). Vou tentar usar mais, reconheço que é uma boa recomendação, mas nem sempre é confortável usar AC ou todas as pessoas se dão com ele.

Eu dei tanta informação que era para ver se se identificava com alguma parte da situação que reportei ;)

Quanto ao meu, eu vejo muitas vezes à noite chegar a casa com o sensor de temperatura máxima a 42ºC apesar de dentro do carro estarem uns 25ºC. Eu acabo sempre com descidas as minhas viagens. A abertura de ventilação não está obstruída mas estou a pensar pedir uma limpeza a esse circuito na próxima revisão. Ontem naquele caso baixou cerca de 53ºC para 40ºC com o ventilador no máximo em cerca de 20/25 minutos.
 

João Prates

Moderator
Staff
Eu continuo a achar que temperaturas acima de 50ºC são muito anormais, algo está mal.

Se o carro fosse meu, faria uma investigação ao tema.
 
Top Inferior