Diário de Bordo Outlander PHEV (Ironhide) - João F.

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Durante o ano de 2020 vou tentar fazer um resumo mensal das estatísticas do Ironhide, com recurso as estatisticas da aplicação phev watchdog.

Janeiro

Km rolados

1260.6 km

Km EV
( 81.4% ) 846.5 km
(Distancia percorrida com 1ª carga)
( 82.5% ) 1040.1 km (Distancia total EV)

Energia Consumida

kWh
265.1 kWh (Energia total)
199.8 kWh (A partir da tomada)

Gasolina
25.5 L
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Média de 2,02 de gasolina e 15,8kwh/100km (tomada) é razoável!
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Isto não faz sentido (a inspeção). Em dois planos. O primeiro é a falta de preparação do pessoal das inspeções. É a profissão deles, caramba, de certeza que as marcas lhes enviam os procedimentos, devia haver um pouco mais de brio.

Em segundo, o procedimento em si. Então só interesse a o valor absoluto quando o MCI está ativo? O tempo de circulação em EV não conta para nada? Mais um exemplo de regras técnicas as ficarem obsoletas e ninguém resolve! Vá lá que ao menos não insistem em chumbar os EV por não conseguirem medir as emissões!
 

Carlos Costa

Moderator
Staff
Não acho que a culpa esteja toda do lado dos centros de inspecção. Sim, é verdade que os inspectores deveriam saber como colocar os HV e os PHEV em modo de inspecção, mas atendendo à variedade de marcas e modelos com características tão distintas, acho que deveria ser instituído um procedimento standard para todos. E, de preferência, um que seja fácil, como um simples botão.
 

João Prates

Moderator
Staff
CKL
É a profissão deles, caramba, de certeza que as marcas lhes enviam os procedimentos, devia haver um pouco mais de brio.
Nem mais.
Parece uma tarefa do outro mundo manter uma pasta organizada por marca e modelo com as instruções que recebem... é que TODOS os fabricantes enviam essas instruções!

E mais: essas instruções são enviadas para a associação de centros de inspecção automóvel (ANCIA), que as distribui por todos os centros, não se pode culpar os fabricantes de nada.
No caso de perderem as instruções (pode suceder por acidente) bastava pedi-las de volta à ANCIA!

É mesmo não quererem saber disso para nada, é lamentável!

deveria ser instituído um procedimento standard para todo
Claro, isso seria o ideal, acho que todos concordamos contigo.
Mas enquanto isso não existe, não deixa de ser triste o desleixo e desorganização extrema dos centros de inspecção.
 
Última edição:

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Ora aqui vai o resumo do mês de Fevereiro.
A diminuição do rácio EV é o resultado da incursão pela capital, cujo relato será feito em post próprio.

Fevereiro

Km rolados

1709.6 km

Km EV
( 54.3% ) 927.4 km
(Distancia percorrida com 1ª carga)
( 67,2% ) 1149.1 km (Distancia total EV)

Energia Consumida

kWh
283.6 kWh (Energia total)
199.1 kWh (A partir da tomada)

Gasolina
58.2 L
 

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Entretanto partilho com vocês um pequeno azar que sofri.

No sábado passado ao chegar a casa constato que a porta de carregamento não destrancava.

Pensei imediatamente que deveria haver um acesso interno, e tinha razão. Dentro da mala e retirada a tampa tenho acesso aos componentes por detrás da porta de carregamento.

FIX PHEV.JPG


Por azar constato que a caixa onde o mecanismo eléctrico de tranca e destranca está com a tampa caída e a peça "sem fim" está em falta... Ora bolas, pensei eu. Com mais calma começo avaliar o dano em questão e descubro a tampa caída no buraco atrás da carnagem plástica que envolve a mala, continuo o processo de "apalpamento" e descubro a peça estilo rosca sem fim que tb havia caído. Por milagre consegui juntar tudo e tornar a encaixar cada coisa no seu devido lugar.
Como a tampa estava inicialmente colada, ( e como não queria andar com cola num espaço apertado como aquele e perto das fichas de carregamento) usei o método Macgyver e recorri a um ZIP.

Pego na chave, clico no botão... sucesso :p

Resultado final...

 
Top Inferior