Diário de Bordo dum Prius 2G nas mãos duma senhora

Iolanda Sousa

New member
Olá!
Escolhi este título para que a grande maioria dos membros possa esperar o pior :rolleyes: , ou então para granjear alguma simpatia paternalista, afinal, é uma "senhora ao volante" ;)
Bem, desde 2015 , ano em que fui buscar o meu Prius com cerca de 158000 Km até à data , já percorri uns 67000 km.
Continuo muito feliz e satisfeita com o "meu rapaz" mas a verdade é que afinal um carro é como um filho, adoramo-los e até se portam bem mas... dão-nos cá umas preocupações!!! e despesas...
e foi isso que começou este ano, ou melhor , foi este ano que eu comecei a reparar.
ruídos parasitas, consumo de óleo excessivo. Especialmente o consumo de óleo levou-me a pedir um orçamento para a reparação e começaram a falar-me em abrir o motor para pesquisar as possíveis causas. A preocupação já cá mora. a despesa não demora...
Antes de iniciar a re-escrever este DB fui até ao carro verifcar os Kms - 225.000, e aproveitei para verificar o nível do óleo. Está abaixo do mínimo. Novamente. Em 24 de junho levei-o à pré-inspeção e foi atestadinho de óleo, estava com 220.428 km. Andei menos de 5000 e já estou sem óleo outra vez
Não é normal, pois não?

to be continued...
 

Joao Ferreira

Moderator
de facto não é normal tal consumo de lubrificante.
O Serrano (seja o diabo surdo) é um relógio suíço. Até à data sem qualquer consumo notório e óleo de motor entre revisões. Vai fazer a revisão dos 180.000 de hoje a oito :)
 

João Prates

Moderator
CKL
Fiz mais de 200.000 km com o meu saudoso 2G e não gastava gota entre revisões, literalmente.
Algo de muito errado se passa aí decididamente.

A partir dos 100.000 km é normal qualquer carro consumir um pouco de óleo, embora possa perfeitamente se tiver sido bem estimado não gastar nada, como referi foi o meu caso.
Agora sumir com o óleo todo em apenas 5.000 km é absolutamente extraordinário, pelo mau sentido.

O carro pinga óleo no local onde fica estacionado?
O fumo do escape tem alguma cor estranha, ou muito branca ou muito azulada, em vez do tradicional e saudável translúcido?
 

Iolanda Sousa

New member
O carro nao pinga oleo no local onde estaciono, mas eu estaciono sempre em sitios diferentes, na rua.
Na cor do fumo de escape, eu nao reparei, mas um colega comentou que tem uma bonita cor "quase invisivel".:)
Ao passar os dedos na ponta do tubo de escape fiquei com eles sujos mas nao gordurosos o que presumo que seja bom sinal.
Ou não?
 

João Prates

Moderator
CKL
Quando tiras o carro depois de passar a noite estacionado, e enquanto ainda tem óleo no motor LoL, pára uns metros mais à frente para ver se deixou poça onde esteve a noite toda.

O óleo para algum lado tem de estar a ir, não evapora... ou é queimado pelo motor (segmentos com problemas por exemplo, ou vai parar ao chão por uma fuga qualquer no cárter por exemplo).
 

Carlos Costa

Moderator
Atenção que há relatos de consumo de óleo a partir de quilometragens elevadas, isso já foi tema de debate no saudoso Prius-pt. Mas ficar "sem" óleo ao fim de 5000 km é motivo de preocupação, algo poderá não está bem.
 

Telmo Salgado

Moderator
O consumo de óleo é vulgar em qualquer máquina, e nos 1.5 isso não é exceção.
Até aos 100mil km é muito pouco notório, mas a partir dessas quilometragens começa a subir para uns 0,1 litros/1000km que parece pouco mas faz com que nos 15mil km entre revisões comece a precisar de atesto.
Diz-se que é dos segmentos e/ou dos vedantes das válvulas, em ambos os casos a conta para reparar é elevada.
Mas o limite operacional em motores térmicos é em torno de um litro a cada mil km, ou seja, bem acima do que se está a verificar neste 2G: 5mil km para um litro são 0,2l/mil km.
Não creio que seja fácil escolher a altura de reparar, confesso que um outro térmico cá de casa com 500 mil km está numa situação mais grave ainda (0,8/mil) e por questões ambientais está praticamente encostado até decidir-me a fazer alguma coisa. Eu adiaria, sempre com olho no nível.
 

Joao Ferreira

Moderator
se está a verificar neste 2G: 5mil km para um litro são 0,2l/mil km.
Telmo a Iolanda nao referiu o consumo de um litro... salvo erro o carro leva +- 3.7lt (a 4lt) de oleo no motor, passar de cheio a zero na vareta deve corresponder a mais de um litro.
Por muito que me custe dizer isto está na altura de reformar esse prius, passar de cheio a zero em 5000km é inadmissível.
Podemos tentar analisar outras causas, por exemplo aplicação de um oleo com viscosidade errada na ultima revisão... contudo o consumo é exagerado e por mais cuidados que se tenham pode acontecer um azar facilmente e passar de um momento para o outro de carro para pisa papeis XXL.
P
ara não falar que o condutor não é escravo do carro e não tem que estar sempre disponível para aceder aos seus caprichos, isto é, andar de vareta e lata de óleo na mão...
 

Duarte Semedo

Moderator
Realmente passar do nível de máximo para abaixo do mínimo em 5000 km é muita fruta.

E como está o água do circuito de refrigeração do motor?
Está limpida? Tem óleo misturado? Tem o nível baixo?

Nota: atenção que há 2 depósitos de água de refrigeração:
- 1 para o inversor (entre o motor e o inversor), que tem água de tom rosa,
- 1 para o motor térmico, que fica junto à vareta do óleo, meio escondido junto ao pára-choques.
 

Telmo Salgado

Moderator
Telmo a Iolanda nao referiu o consumo de um litro... salvo erro o carro leva +- 3.7lt (a 4lt) de oleo no motor, passar de cheio a zero na vareta deve corresponder a mais de um litro.
Só conheço e identifico dois níveis mensuráveis: cheio e vazio, i.e., marca superior e inferior. E entre eles é um litro.
 

Telmo Salgado

Moderator
Como é que ficam as emissões num carro como o Prius, a gastar tanto óleo?
Menos limpas que o original especificado, devido à emissão de HC e PM superior.
Mas recordo que todas as viaturas têm um consumo admissível de óleo, portanto será melhor que a média dos outros carros, cujas emissões já eram superiores.
 

João Prates

Moderator
CKL
Por muito que me custe dizer isto está na altura de reformar esse prius, passar de cheio a zero em 5000km é inadmissível.
Temo que sim, mas que é muito estranho, isso é, não conheço outro caso assim.

Em tempos no meu 2G tive um episódio isolado semelhante, mas que nunca se repetiu, e que até hoje responsabilizo a oficina onde tinha ido de não ter apertado bem ou o bujon ou o filtro.
Assim que a luz acendeu e vi que estava seco de óleo meti 1 litro de SOS, levei à oficina habitual em vez de levar onde tinha feito a muda de óleo excepcionalmente, encheram, e assim ficou.

Agora pelo que percebo do relato da @Iolanda Sousa a situação do 2G dela é recorrente, ou estarei a ver mal?

@Iolanda Sousa , já levaste o carro à oficina a uma revisão ou para eles verem se alguém fez asneira como fez comigo no meu 2G há uns anos atrás?
A perda de óleo mantém-se mesmo após nova muda de óleo feita pela oficina onde tenham revisto o aperto do filtro e do bujon e respectivos o-rings?
 

Iolanda Sousa

New member
Conforme sugerido puxei o carro à frente mas o pavimento da rua é uma desgraça, todo manchado por isso nao deu para perceber se foi o meu Prius que pingou óleo nessa noote. Sim, porque ainda terá algum no fuuundo do carter, lol.
A situação é recorrente. No ano passado apercebi-me dela, mas este ano é que se tornou + evidente; em fevereiro atestei de óleo, quase 2 litros, acho eu, depois entramos em confinamento e o carro pouco andou. Infelizmente nao verifiquei o pavimento do local onde estacionei durante o confinamento. Em fins junho deste ano quando levei a revisao (SC Loures ) puseram oleo 5W30. Nas revisões anteriores (Prior velho ) costumavam por 10W40 que julgo ser mais adequado para o nosso clima. Hoje passei na Norauto e comprei 5 L de oleo 10W40. Vou passar a andar sempre com 1 litro na bagageira, just in case. Sempre é mais barato do que o orçamento que me deram para "abrir o motor e pesquisar a avaria".
Quanto às emissões adicionais de oleo queimado ... teremos de comparar com a poluição evitada por um "extended life cycle " deste veículo.
Alem disso, emocionalmente ainda não estou pronta para desistir deste Prius 🥰
 

Carlos Costa

Moderator
No PRIUSchat há muitos relatos, é só perder lá algum tempo. É provável que seja um problema crónico desse bloco, assim que atinge uma determinada quilometragem. Muitos proprietários apercebem-se desse consumo demasiado tarde, quando o carro começa a reportar falta de óleo. Acredito que, na maior parte dos casos, o consumo possa não ser tão grave para ser notado entre as revisões. Vendi o meu com pouco mais de 100 mil km, mas confesso que não me recordo de ter controlado alguma vez o nível do óleo. Confiava na máquina a 1000%. ;)
 
Última edição:

Bruno R. Almeida

Well-known member
O Imbatível com mais de 175.000km ainda não reporta perda de óleo (confirmei ontem com o atual proprietário).

Deve se tratar efetivamente de uma fuga em um qualquer elemento de ligação ou no retentor conforme já indicado anteriormente.
 

Iolanda Sousa

New member
Ontem deitamos cerca de 1 litro de oleo e o nível ficou quase no max. Disseram me para nao atestar e vigiar
De fato fui espreitar o manual e, como o Telmo diz , entre o min e o max da vareta é cerca de 1,5 litros.
E como a fatura da revisao de junho com troca de filtro e oleo refere 3,8 l é porque abaixo do minimo estarao no carter e arredores uns 2 litros
No chao nem pinga de oleo, ontem. Hoje vamos ver, com a lavagem da chuva ...
 
Top Inferior