Diário de Bordo - Auris TS Freestyle

Pedro Sá

New member
Boa Tarde!

Este tópico é aberto à cautela e passo a explicar porquê. O Mazda 1.6 de 2009 está a ficar muito dispendioso, ao nível da manutenção e preciso de uma mala maior para a tralha da criança. O seu substituto será, com 90% de certeza, uma Auris TS. Amanhã farei o test drive de uma, aqui em Coimbra, na Toyota em Eiras.

Já estou de olho numa TS de Julho de 2018; só estou preocupado com a quilometragem feita em 17 meses: 36.000. Da vossa experiência, acham que é algo a que eu deva prestar mais atenção? Alguma pergunta que deva fazer em relação à bateria?

Espero ter novidades nas próximas semanas.

Obrigado e um abraço!
 
Última edição:

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Viva, Pedro. É uma jovem viatura, as perguntas resumem-se ao cumprimento do plano de revisões (duas terá feito, 15k e 30k).
Esses km são normais, cerca de 25mil km por ano, cá por casa é cerca de 23mil km. O típico de um veículo particular é 15k a 20k.
A bateria quase certamente está e estará coberta por quase uma década.
 
Boas Pedro, falo por experiência própria, o meu Auris foi comprado na Caetano Auto de Leiria semi novo, com um ano e já contava com cerca de 22000 kms. Eu próprio faço um pouco mais de 15000 kms/ano. Acho que está no normal como o Telmo refere para este tipo de carros.
Convém realmente saber se as revisões foram feitas e onde por forma a que não haja más surpresas para a frente.
 

Rui Amaral

Member
Comprei em Julho de 2015 o meu Prius 2G de 2008 com "apenas" 54000 kms percorridos pelo primeiro dono em 7 anos.
Pertencia a alguem que trabalhava no ramo farmacêutico.
Desde que o tenho, desde julho 2015, ja lhe espetei 95000km em cima.
Portanto nada de anormal, se tiver feito as manutençoes preconizadas e estiver em bom estado força nisso.
 
Por aquilo que tenho visto, andará na média, no entanto por vezes consegue-se encontrar carros menos Km.

Eu acho que tive sorte nesse aspeto, a minha é de 2015, e comprei a agora em Agosto com 65000 km.
 

Pedro Sá

New member
Boa Tarde novamente!

Já está!!! Auris TS Freestyle de 2018/10. Tem 38000 Kms. A outra de Julho foi vendida, entretanto (aparentemente tem havido alguma procura). Dado o estado do Mazda, a necessitar de mais intervenções, decidi optar por esta e não continuar a procurar outras com menos kms, até porque o tempo escasseia neste momento.

De qualquer das formas, é uma carrinha de serviço, está em excelentes condições. As duas revisões foram feitas na Toyota de Coimbra, sendo que ainda oferecem a revisão dos 45000. Bateria coberta pelos 10 anos de garantia, check!

O representante confirmou 1500 EUR + IVA como custo da bateria, contudo disse que agora fazem a troca dos módulos danificados. Não sei se coincide com a informação que têm.

A carrinha está pronta na próxima 6ª, depois dou mais novidades.
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Vais gostar da nova fase, Pedro! Parabéns!!
 

Pedro Sá

New member
Boa Tarde!!!

A viatura já cá canta, assim que possa coloco algumas fotos! Veio para casa ontem de manhã e já algumas voltas por Coimbra e Condeixa. Tem sido uma disputa muito grande, porque a esposa só a quer para ele (eu só estou autorizado a tirar o carro do estacionamento do prédio).

Quero agradecer-vos a todos que dão vida a este fórum, porque fruto do conhecimento que aqui adquiri, com as vossas discussões, quando entrei no carro, fiquei com a sensação de que não era a primeira vez que estava a entrar num HSD. Agora é disfrutar e continuar a aprender a conduzir o bólide. Aliás, até tenho uma pergunta para vos fazer (já li o manual, vim aqui ao fórum e ao antigo, vi no youtube):

quando acionamos a travagem regenerativa (modo B), para voltar ao modo Drive (D), tenho necessariamente que parar a viatura ou posso mudar com a mesma em andamento?

Obrigado!!!
 

Bruno R. Almeida

Active member
@Pedro Sá o modo B eu classificaria mais como travagem com o motor do que travagem regenerativa. Para aumentar a regeneração creio que o modo ECO é mais eficaz.
 
Primeiro de tudo parabéns! São um vicio os híbridos Toyota.

Exatamente como o Bruno Almeida diz, o modo B é a tradicional travagem do motor, uma vez que não temos maneira de meter uma velocidade abaixo para fazer essa função. Claro que uma consequência deste modo é que acaba por carregar mais a bateria mas até um limite.
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
o modo B é a tradicional travagem do motor, uma vez que não temos maneira de meter uma velocidade abaixo para fazer essa função. Claro que uma consequência deste modo é que acaba por carregar mais a bateria mas até um limite.
Atenção que essa afirmação não é de todo verdadeira. O modo B aumenta a capacidade de travagem, mas não aumenta a regeneração. O modo B dissipa energia contra o MCI, pelo que a energia que é dissipada pelo térmico não entra nas contas para a regeneração, aliás, exemplo disso é quando vais em regeneração e a bateria está nos 100% de carga o que acontece? - Entra o MCI para dissipar a energia.
Andar em modo ECO para aumentar a regeneração também não me parece grande vantagem, o que tens saber é dosear a pressão no travão com a dose certa (independentemente do modo ECO, normal ou PWR) para aproveitar ao máximo a travagem por regeneração, e evitar a travagem mecanica (discos e pastilhas).

Acho que é mais ou menos isto.
 

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
tudo o que o Pedro referiu é verdade e não podia ser melhor explicado.
Apenas acrescento:
a única situação em que o B aumenta a regeneração é quando circulamos com o EV bloqueado. ( ou seja temos que estar abaixo dos 50kmh)
 
Vou ter discordar, em relação ao modo B, pelo que vejo no Hybrid Assistant e pelo mostrador do carro. Quando passo para modo B a agulha move-se ainda mais para baixo em Charge e no Hybrid Assistant verifico que o mci dissipa potência sim, mas também a parte elétrica aumenta ligeiramente a dissipação de potência agora não posso precisar mas acho que é por volta dos 2kW.
Portanto, ao verificar esta situação concluo que estou a carregar ligeiramente mais a bateria até ao seu ponto de carga limite, passando aí sim a ser a potência toda dissipada pelo motor e a agulha sobe da posição Charge para a posição neutra.
Isto é apenas baseado na análise dos dados que tenho. Não afirmo que seja 100% verdade.
Faltou-me só dizer que usar o modo B só mesmo em caso de descidas prolongadas, caso contrário torna mais ineficiente a condução.
Edit:
Tudo o que disse estou a assumir que o condutor não está a carregar no travão, caso contrário já não se verifica isto.
 
Última edição:

Pedro Sá

New member
Boa Tarde de novo!

É por isso que gosto deste fórum! Faz-se uma pergunta e aprende-se!

Cá vão as fotos do bólide (espero estar a colocá-las bem).

Já agora, podem dizer-me se, na foto onde surge a minha mão, a peça na qual estou a mexer, de borracha, também sai com facilidade nas vossas viaturas? No concessionário dizem que sim, mas ainda hoje estive com uma colega que tem uma TS igual (mas D-4D) e a mesma peça não sai (está colada).

Auris_I-min.jpgIMG_20191201_201631-min.jpgIMG_20191201_201618-min.jpgIMG_20191201_201648-min.jpg
 
Já agora, podem dizer-me se, na foto onde surge a minha mão, a peça na qual estou a mexer, de borracha, também sai com facilidade nas vossas viaturas? No concessionário dizem que sim, mas ainda hoje estive com uma colega que tem uma TS igual (mas D-4D) e a mesma peça não sai (está colada).
Quando saí do trabalho fui verificar a mesma peça no meu Auris hatchback e realmente está colada. Aliás puxei um pouco a parte do topo da peça de plástico (a parte que na foto está mais afastada) descolou ligeiramente da carroçaria e parece ter tipo cola de dupla face ou algo do género. Não é fácil fazê-la mexer.
 

Pedro Sá

New member
Obrigado Nuno! Por acaso, há aqui na rua um hatchback preto de 2014/2015 e as mesmas peças saem com alguma facilidade, como na minha TS. Cheira-me que será obra da SC Coimbra :D. Fora de brincadeira, se calhar terei que fazer uma visita à oficina mesmo (e não ao comercial que vendeu a carrinha). Não me parece que seja uma situação normal. Foi daqueles pormenores que escaparam aquando da vistoria à viatura.
 
Eu comprei o meu em Leiria, mas era viatura de serviço em Coimbra também, e tive os meus problemas com eles (mais propriamente uma falta de manutenção, a dos 15 mil só foi feita aos 22 mil). Também quando o comprei deixei passar o pormenor de faltar a tampa da porta USB. Não conseguimos estar atentos a tudo ;)
 
Top Inferior