Consumos do XC90

Ricardo Salgado

New member
Olá a todos,

A semana passada tornei-me num orgulhoso dono de um Volvo XC90 T8 Plug-in Hybrid.
Tinha ouvido algumas estórias assustadoras de range-anxiety neste carro - ao ponto de dizerem que não se conseguia fazer Lisboa-Porto sem abastecer de gasolina a meio.
A verdade é outra, mas agora compreendo porquê de partilharem estas estórias. Os quase 400cv combinados puxam à diversão - um carro de mais de 2 toneladas a demorar menos de 6 segundos do 0 ao 100km/h é impressionante! Isso combinado com a aerodinâmica difícil de um SUV, o peso e a tração às 4, atiram facilmente os consumos acima dos 20l/100km. Um depósito de 50l põe realmente a invicta a pelo menos + um depósito de distância.

Mas um uso racional e equilibrado, cumprindo os limites de velocidade (no sentido lato... 15% acima) e com pé leve, permite fazer facilmente consumos abaixo do 10l/100km em autoestrada. E em estrada ainda menos.
Partilho convosco o relatório de viagem de ontem, de Zaragoza aos Pirinéus, estrada de montanha. E isto tudo sai diretamente da app da Volvo, que mantém registos em tempo-real e históricos, over-the-air.

Um abraço a todos, e bons consumos!

WhatsApp Image 2019-12-15 at 14.04.00.jpeg
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Olá Ricardo!
Muito bem, passa nas Apresentações para te dares a conhecer melhor...
 

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Finalmente já não tenho o único paquiderme do forum... Pelo apelido envolvido acredito que o nosso Telmo (rezingão de serviço aqui no forum) tenha esgotado todo o stock de rennie no norte do pais.
Lanço o desafio ao Ricardo, conseguir por o Telmo sentado atrás do volante do XC90... eu tentei no Outlander e digamos que o sucesso foi parcial, o Telmo acabou traumatizado.

Já agora falta a apresentação, sff. É que o nome pode dar azo a confusão com outros Ricardo Salgado, muito embora creio que esses possuem motorista particular. :devilish:
 

Ricardo Salgado

New member
@Joao Ferreira , está mais que prometido que vou pôr o Telmo atrás do volante do XC90. O moço é teimoso, mas com calma vai lá.
Curiosamente, o Outlander chegou a estar nas opções, já que não há muitos PHEV com 7 lugares no mercado. No fim, as contas alinharam-se e acabámos por escolher o XC90... e não estamos arrependidos.
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Carregamentos de oportunidade são sempre bem vindos!
 

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
hummm, 7,6lt num percurso maioritariamente descendente... esse motor supercharged e turbocharged pode ser uma ferra no que toca a potencia, mas é um alarvo...
Já agora esses 11,2kwh deram para quantos km em EV? A aplicação dá essa informação?
 

Ricardo Salgado

New member
@Joao Ferreira , o percurso apenas desce pouco menos que 1100 metros em 225 km, correspondente a uma inclinação média de 0,5%. Há sítios que sobe, e bem...
De qq maneira, já na introdução o Volvo tinha sido apelidado de "paquiderme". Mais de 2 toneladas de carro custam a mover-se, e não estamos a falar de um ciclo Atkinson.
Sim, gasta e bem.

Quanto aos 11,2kwh, dão para ~35km.
Até agora, na cidade tem estado a funcionar bem, e gasta perto de zero.
WhatsApp Image 2019-12-24 at 18.47.19.jpeg
 

Bruno R. Almeida

Active member
Desculpem a inconfidência, mas a minha calculadora de merceeiro deu consumos médio em EV a rondar os 26kWh/100km?
O "animal" é mesmo pesado!!!!!
 

Ricardo Salgado

New member
Pensa assim, é como se andasses com mais 1/2 Leaf em cima do teu Leaf... (2350kg vs 1600kg)
"Paquiderme" é um nome adequado, sendo este mais ainda que o do @Joao Ferreira .

Ainda assim compensa, dado que a maior parte das viagens serão dentro da cidade, em modo totalmente elétrico. Pelo menos 1/4 das emissões CO2 e nada de partículas e NOx.
Se ao menos fosse construída uma central nuclear gen3 em Portugal, com meia dúzia de reatores, as emissões passavam a praticamente zero. Divago...
 
Para proprietários deste tipo de “paquidermes” (no meu caso V60 T8, 2,4 ton), chamo a atenção para a utilização do GPS do carro, inserindo antes de arrancar, o destino e(se não houver carregamentos pelo caminho) o regresso.
assim o carro gere a bateria e os consumos melhoram substancialmente (em estrada faz hold e privilegia a bateria para cidade)
A minha carrinha está com 4337km (1mes qq coisa), está com um consumo global de 6,8L/100km, com uma utilização diária >100km com apenas 1 carregamento (já fez 2 viagens >400km)
Adoro o “paquiderme” : suave carrinha familiar que, carregando no pedal direito, se transforma num bicho!
 
Top Inferior