Caetano Bus diz que o futuro dos autocarros é o H2...

João Prates

Archie Bunker
Entrevista aqui:


O meu resumo do referido artigo:

A Caetano Bus não consegue competir com a BYD nos autocarros eléctricos, fabricante que já lhe "roubou" Coimbra (com diferença de preços de 40% não admira), pelo que se vira para o H2.

Isto vai durar enquanto se mantiver a parceria que tem com a Toyota para o fornecimento das fuel cells naturalmente, mas mais que isso vai durar enquanto os chineses não se meterem no H2 também, o que suspeito vai acontecer mais cedo do que pensam.

Com todos os apoios indirectos e directos que o governo chinês dá a todas as empresas, que tornam qualquer investimento nacional (na China) uma brincadeira de crianças, não vejo como os esperam travar nesta luta desigual.

Foi assim com o fotovoltaico, é assim com as baterias, vai ser assim com o H2, e o que mais vier a seguir.
O que tem de suceder é o fecho dos mercados de livre concorrência a esta invasão de produtos pagos por estados imperialistas com ambições de controlo mundial.

Mais uma vez a política estraga tudo, e vemos soluções tecnológicas a ser escolhidas por motivos que nada têm a ver com os seus méritos.
E isto meus amigos é triste.
 
Última edição:

Telmo Salgado

Moderator
Top Inferior