BMW i3 / i3S Facelift 94ah e 120ah (2017-...)

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
Em 2017 o BMW i3 (94ah - 33.2kwh) foi renovado


Ganhou novos faróis LED, luzes de nevoeiro actualizadas. Luzes diurnas foram substituídas por umas horizontais LED. Foi montado um novo pára-choques frontal.



Na traseira um novo pára-choques posterior arredondado. Foi adicionada uma faixa prateada horizontal que percorre toda a traseira.



Na lateral também se destacam faixas prateadas, uma percorre o comprimento do tejadilho, a outra está colocada junto às saias.



Ganhou também a nova versão i3S com um aumento de potencia para 184cv e um binário de 270 Nm, enquanto a versão o i3 debita 170 cavalos e permite um binário de 250 Nm.
(in Autosport)

Podem consultar outras caracteristicas técnicas em:

Em 2018 foram lançados modelos com actualização das baterias para 120ah (42.2 kWh)
 

Telmo Salgado

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
Cada vez menos bagageira, cada vez menos lugares :sneaky:
 

Joao Ferreira

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
nao partilho desse sentimento.
o carro é um citadino (high end é verdade). os 4 lugares chegam para a grande maioria dos utilizadores.
A mala embora pequena 205lt está em linha com os pequenos citadinos, o problema é o preço 👹
 

Carlos Costa

Active member
O preço está em linha com a marca. Quem valoriza a imagem de exclusividade associada à marca e particularidades como a utilização de fibra de carbono e plástico reforçado por fibra de carbono na construção do chassis tem que pagar a diferença. Não faltam exemplos de marcas a vender produtos muito mais caros que outras equivalentes, apenas porque os consumidores lhes dão esse crédito. Pessoalmente acho um carro sem grande interesse, demasiado esquisito e com limitações demasiado óbvias. Ter que obrigar o pendura a remover o cinto de segurança e a abrir a porta de todas as vezes que alguém queira aceder / sair dos lugares traseiros é apenas a cereja no topo do bolo.
 

Pedro Tiago

Active member
Cliente Ecowatt
Acho que estão a ser injustos para o modelo, para além de ser um dos pioneiros na massificação dos EVs é um modelo com óptima fiabilidade, um exemplo na degradação (ou falta dela) das baterias, e mesmo em eficiência continua após todos estes anos a bater-se com os melhores. Para além de tudo isto é muito divertido de conduzir. Claro que tem limitações, mas eu não me importava nada de ter um.
 

João Prates

Moderator
Staff
Cada vez menos bagageira, cada vez menos lugares :sneaky:
A bateria duplicou a capacidade face ao modelo original, e não mudou que eu saiba 1mm de tamanho.
Tudo graças à Samsung que tem mantido o form factor das células enquanto segue aumentando a sua capacidade.
Algo que TODOS os fabricantes deviam imitar, mas apenas a BMW se pode gabar de conseguir.
 

Luis Neves

Moderator
Staff
Cliente Ecowatt
E já se vai falando em mais um upgrade da bateria para a casa dos 50 kWh...
 
O preço está em linha com a marca. Quem valoriza a imagem de exclusividade associada à marca e particularidades como a utilização de fibra de carbono e plástico reforçado por fibra de carbono na construção do chassis tem que pagar a diferença. Não faltam exemplos de marcas a vender produtos muito mais caros que outras equivalentes, apenas porque os consumidores lhes dão esse crédito. Pessoalmente acho um carro sem grande interesse, demasiado esquisito e com limitações demasiado óbvias. Ter que obrigar o pendura a remover o cinto de segurança e a abrir a porta de todas as vezes que alguém queira aceder / sair dos lugares traseiros é apenas a cereja no topo do bolo.
Também não gosto das portas traseiras não são funcionais.
 
Top Inferior