Apresentação Lexus UX300e em Portugal

Carlos Costa

Moderator
Neste patamar dos 200 CV temos o Kauai, com autonomia bastante superior e melhor performance de carregamento, por menos 6-7 mil eur. Em termos de qualidade geral é, no entanto, alguns furos abaixo. Temos, também, o ID.3, com maior habitabilidade, maior autonomia e maior velocidade de carregamento, por um preço também inferior. Também fica longe do Lexus em qualidade geral. Portanto, este UX300e vence este tipo de concorrência pela qualidade e luxo, porque os outros argumentos são muito curtos.
 

João Prates

Moderator
Bom, antes de mais tenho de dizer que lamento imenso saber do contacto dinâmico da imprensa em Portugal com o UX300e através disto:
Fomos conhecer o novo Lexus UX300e numa apresentação diferente do habitual
Para quem desde 2006 já escreveu tantas linhas sobre veículos do grupo Toyota/Lexus, o mínimo de consideração que se esperava era termos sido ao menos informados.
Ainda por cima o contacto ocorreu aqui mesmo ao lado, a 15 km de minha casa na BA do Montijo, e ainda a menos de outros membros que moram precisamente no Montijo.

Só posso lamentar não terem sabido através de uma reportagem feita pela Ecomove, à semelhança por exemplo do que fizémos com o Prius 4G PHV em Girona, Espanha.
Essa reportagem de Girona já parece que aconteceu noutra vida, com outro construtor automóvel, é triste.

No entanto, com estes preços...duvido que venda muito. E então comparando com os Tesla, nem falemos!
Basta meter tinta no Model 3 SR+ para não parecer um frigorífico, e já fica ao preço do Lexus UX300e.
Aqui o factor diferenciador será para mim, e notem que é apenas a minha opinião pessoal:
  • Performance: Tesla
  • Rede de carregamento: Tesla
  • Velocidade de carregamento: Tesla
  • Autonomia: Tesla
  • Espaço de carga/arrumação: Tesla
  • Actualizações de software: Tesla
  • Qualidade de construção: Lexus
  • Qualidade dos materiais: Lexus
  • Fiabilidade: Lexus
  • Garantia geral: Lexus
  • Garantia bateria: Lexus
  • Rede oficinal: Lexus
Com base nestes parâmetros, no valor que dão a cada um, cada qual saberá onde aplicar o seu precioso dinheiro.

Há coisas que sendo melhores na Tesla não são relevantes, como a performance por exemplo, fazer 4 segundos dos 0 aos 100 km/h tem muito pouco interesse.
Mas coisas como a rede de carregamento da Tesla são importantes e não são de desprezar, pelo menos enquanto houver mobi-e a travar os hubs independentes.

Já quem não quer correr o risco de ficar com um descapotável ou um triciclo a meio da viagem pode preferir o descanso e tranquilidade de conduzir um Lexus, é normal.
E quem vai fazer kms à maluca, como TVDE, taxi e similares, assim como quem simplesmente quer estar descansado, ter 1.000.000 de kms de garantia na bateria é algo sem preço.
 

Telmo Salgado

Moderator
Para quem desde 2006 já escreveu tantas linhas sobre veículos do grupo Toyota/Lexus, o mínimo de consideração que se esperava era termos sido ao menos informados.
Ainda por cima o contacto ocorreu aqui mesmo ao lado, a 15 km de minha casa na BA do Montijo, e ainda a menos de outros membros que moram precisamente no Montijo.
Enorme falha!
Não só porque estamos habituados a escalpelizar e a trazer para domínio público tanto testemunhos e factos que ajudaram a desmistificar o uso de híbridos e plug-ins do construtor, com EVIDENTES benefícios na sua imagem, mas também ajudar a corrigir pequenas gaffes e melhorar os serviços.
Perdoem-me a falta de humildade!

Talvez tenha acontecido o lapso porque a Lexus e a Toyota têm equipas diferentes em Portugal?
Ainda assim, bastante sentido fiquei.

Estou mesmo a ver que vamos conseguir testar e contactar com esta máquina diretamente num stand, ou numa Exposição Auto, ao invés de um empréstimo alargado para realmente aferir das qualidades.
Isso vai obviamente reduzir a abrangência e profundidade desse contacto, e naturalmente nivelar com a concorrência ou até ficar em desvantagem, pois a agressividade das equipas de venda é maior nos concorrentes. E a Lexus ficará atrás.

Mais uma coisa: em 2006, ou em 2009 (quando me juntei a esta valorosa tribo), o sistema Toyota/Lexus era a pedrada no charco. Hoje, este avançadíssimo BEV não é mais que um elétrico de especificações vulgares com a extrema qualidade da Lexus, isto é, a distinção da massa do mercado é francamente mais baixa do que o diferenciador (à época) HSD/THS II.

Aguardemos por mais interesse em difundir estes modelos por parte do grupo na Europa. A Comunidade Ecomove (provinda de Prius-PT) pode felizmente esperar, recorrendo a outros construtores com empenho ambiental, que embora faseado, se começam a destacar nesta tecnologia.
 
Top Inferior