A eletrificação - troca do tradicional pelo híbrido - e o seu papel na redução de emissões

William Esteves

Well-known member
Como é sabido, o meu carro do dia-a-dia é um Avensis 2.0i de 1999 com mais de 260.000km, e dada a sua idade e tecnologia considero que tem um belo consumo de combustível já que consigo fazer depósitos abaixo de 7L/100km se realizar pouca cidade (antes da pandemia usava a STCP para casa-trabalho-casa) e mantiver a velocidade controlada dentro dos 110km/h. Considero verdadeiramente que é um bom resultado face à idade e estou até abaixo do consumo anunciado do modelo (tenho a segunda melhor média para o Avensis com o 3S-FE do sprit monitor https://www.spritmonitor.de/en/detail/775403.html )

Dito isto, tive um pequeno problema no meu carro (suspeita de fuga de oleo) e decidi não arriscar e vim no Auris HSD (2010 com mais de 192.000km) da minha irmã que já não conduzia a muito tempo.... Bem, já não me lembrava dos consumos do carro...
-> Onde faço abaixo de 7L a 110km/h, fiz menos de 6L a mais de 120km/h
-> Onde faço 9/10L (estimativa, não tem CB), fiz abaixo de 5L

E isto na geração antiga do trem híbrido!

Contra mim falo que quero dar o pulo directo para BEV, mas é inegável a considerável diminuição de consumo do sistema HSD.
 

William Esteves

Well-known member
Prometo que é o ultimo post com noticias já mais que batidas :p

Ora bem, no percurso (De minha casa no Porto a casa da minha mais que tudo em Braga), fiz as velocidades aproximadamente iguais que faço no Avensis e devo conseguir ali algo abaixo de 7L (6,8 talvez), consegue-se isto:





E no regresso:







Repito, com velocidades similares (umas vezes até mais) faço menos 2,5L/100km!

Acho que conseguia facilmente fazer 1000km num depósito :p :D

Também tive de colocar combustível e deixem que vos diga... Não tem nada de parecido abast€c€r o Auris ou o Avensis :oops:
 

William Esteves

Well-known member
Sim, foi pela A3. Aqui nem é tanto o tempo ou paciência, mas sim a oportunidade de o fazer... Mesmo agora só surgiu porque o Avensis está com duas fugas de óleo (identificadas hoje) na bomba do oleo e no retentor da cambota (fazer mais de 2000km por mês num carro com 21 anos tem o seu peso)...

A parte triste no meio disto é de facto não poder compor e "arrumar" o carro tomando mais o lugar de ocasional passeio de fim de semana pelo elevado valor sentimental por a Toyota/Lexus ainda não ter concorrente do Tesla Model 3, ou do 330e (ou similares)... Fosse ser um problema maior (espero que seja "só" os acima referidos) e ter de facto de comprar carro, e ficar "tolo" no meio da ponte por a Toyota ter "parado" na evolução natural dos seus clientes...
 
Top Inferior